PUBLICIDADE

Funcionário do McDonald’s baleado perdeu rim esquerdo, diz família

Atendente foi alvo de tiro disparado por cliente após discussão por cupom de desconto em unidade da lanchonete no Rio de Janeiro

10 mai 2022 - 09h50
(atualizado às 11h06)
Ver comentários
Vídeo mostra bombeiro baleando atendente do McDonald's no RJ:

Mateus Domingues Carvalho, atendente da loja do McDonald´s na Taquara, na zona oeste do Rio de Janeiro, perdeu o rim esquerdo após ser baleado na barriga por um cliente durante uma discussão na madrugada da última segunda-feira, 9. A informação foi divulgada pela família do jovem de 21 anos em contato com a TV Globo.

Na tarde de ontem, o bombeiro Paulo César de Souza Albuquerque, acusado de atirar no atendente se apresentou na 32ª DP. O delegado Angelo José Lages Machado, da 32ª DP (Taquara), realizou o pedido de prisão temporária do acusado, no entanto, a Justiça do Rio negou a prisão. Paulo César prestou depoimento na delegacia da Taquara e foi liberado.

Mateus Domingues Carvalho, atendente da loja do McDonald´s na Taquara, foi baleado por cliente
Mateus Domingues Carvalho, atendente da loja do McDonald´s na Taquara, foi baleado por cliente
Foto: Reprodução/TV Globo

O advogado Sandro Figueiredo, responsável pela defesa do acusado, afirmou que o disparo foi acidental. "Se ele quisesse atirar, se ele tivesse a intenção de matar, ele já entrava no estabelecimento atirando. Mas não foi isso que aconteceu. Os seguranças vão atrás dele. Depois que os seguranças vão atrás dele a câmera não mostra. Ele sacando de arma. O disparo, de fato, foi acidental, e isso vai ficar claro no curso do processo penal”, declarou.

As imagens de câmera de segurança mostram o momento da confusão. Antes do disparo, Paulo César acerta um soco em Mateus, que reage e acerta um tapa no bombeiro. 

Discussão por cupom de desconto

A discussão começou durante a passagem do cliente pelo drive thru. Segundo colegas do atendente, o bombeiro informou apenas no final do seu pedido que tinha um cupom de desconto. Mateus explicou que essa informação precisa ser passada no início. O homem quebrou a proteção de acrílico, deu um soco no rosto de Mateus e depois invadiu o restaurante para efetuar o desparo com arma de fogo antes de fugir. 

Fonte: Redação Terra
Publicidade
Publicidade