PUBLICIDADE

Guilherme Mazieiro

Por que Lula aparece de máscara em eventos públicos

O uso da proteção é para evitar alguma contaminação pré-cirúrgica até sexta, 29, quando o petista será submetido a uma operação no quadril.

25 set 2023 - 16h09
(atualizado às 16h17)
Compartilhar
Exibir comentários
Lula (PT) usando máscara cirúrgica durante reunião com primeiro-ministro do Vietnã, Pham Minh Chinh
Lula (PT) usando máscara cirúrgica durante reunião com primeiro-ministro do Vietnã, Pham Minh Chinh
Foto: Ricardo Stuckert/Presidência

O presidente Lula (PT) recebeu o primeiro-ministro do Vietnã, Pham Minh Chinh, usando máscara cirúrgica nesta segunda-feira, 25, em Brasília. O uso da proteção é para evitar alguma contaminação e deverá se repetir nos eventos públicos e agendas que o presidente tiver até a próxima sexta-feira, 29, quando será submetido a uma operação no quadril. 

Desde o ano passado, o petista se queixa de dores devido a uma artrose na cabeça do fêmur - um desgaste na cartilagem que reveste o osso entre a perna e o quadril.  O procedimento é considerado de baixo risco.

“Eu estou com essa máscara aqui, inclusive, para evitar que eu pegue alguma gripe até sexta-feira", disse Lula a jornalistas.

“Minha cirurgia é apenas para cuidar da saúde. Quero voltar a jogar bola, quero voltar a correr, voltar a fazer esteira, fazer ginástica. E estou desde agosto do ano passado com dor. Dói para dormir, dói para levantar, dói para sentar, dói para ficar em pé”, afirmou o presidente.

Lula usa máscara cirúrgica em evento no Palácio do Itamaraty, 25.set.23
Lula usa máscara cirúrgica em evento no Palácio do Itamaraty, 25.set.23
Foto: Ricardo Stuckert/Presidência

O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, também comentou sobre o uso da máscara.

“É uma orientação médica pré-cirurgia, para que o presidente, nos eventos públicos, nas reuniões maiores, possa estar de máscara nesse período, para evitar qualquer tipo de situação que possa atrapalhar a cirurgia ou mesmo adiar a cirurgia. Então é uma recomendação médica em relação a isso”, falou Padilha em entrevista a jornalistas.

Fonte: Guilherme Mazieiro Guilherme Mazieiro é repórter e cobre política em Brasília (DF). Já trabalhou nas redações de O Estado de S. Paulo, EPTV/Globo Campinas, UOL e The Intercept Brasil. Formado em jornalismo na Puc-Campinas, com especialização em Gestão Pública e Governo na Unicamp. As opiniões do colunista não representam a visão do Terra. 
Compartilhar
Publicidade
Publicidade