PUBLICIDADE

Guilherme Mazieiro

Fala de Barroso foi "abordagem histórica", diz deputado que estava com ministro do STF

Orlando Silva disse que a atitude de estudantes não ouvir fez o ministro associar essa conduta a extrema direita

13 jul 2023 - 13h16
Compartilhar
Exibir comentários
Deputado Orlando Silva
Deputado Orlando Silva
Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

O deputado Orlando Silva (PCdoB-SP) disse à coluna que a fala do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luis Roberto Barroso foi feita numa "abordagem histórica".

Silva estava ao lado do ministro durante o evento de abertura do congresso da União Nacional dos Estudantes (UNE), nesta quarta, 12. No ato, o ministro disse que o Brasil derrotou o bolsonarismo. A fala repercute entre aliados do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), que estudam pedir o impeachment do magistrado.

Enquanto o ministro falava, uma parte dos estudantes contrários a seu posicionamento sobre o piso da enfermagem, o vaiava. Neste contexto o ministro disse:

“Aqueles que gritam, que não colocam argumentos na mesa, isso é o bolsonarismo”, falou Barroso. “Lutei contra a ditadura e contra o bolsonarismo”, continuou. “Nós derrotamos a censura, nós derrotamos a tortura, nós derrotamos o bolsonarismo para permitir a democracia e a manifestação livre de todas as pessoas”, disse.

A repercussão da fala do ministro motivou o STF a soltar uma nota de esclarecimento.

O deputado Orlando Silva, que presidiu a UNE entre 1995 e 1997, disse que na entidade “participam grupos de “extrema esquerda” que são oposição a direção da entidade, aposição a tudo e a todos”.

“A intolerância, a atitude de não ouvir fez o ministro associar essa conduta a conduta de gente de extrema direita que é intolerante e sequer consegue ouvir uma divergência”, disse Silva.

“A referência ao Bolsonarismo foi numa abordagem histórica, de que essa perspectiva foi derrotada nas urnas”, completou Orlando Silva.

Fonte: Guilherme Mazieiro Guilherme Mazieiro é repórter e cobre política em Brasília (DF). Já trabalhou nas redações de O Estado de S. Paulo, EPTV/Globo Campinas, UOL e The Intercept Brasil. Formado em jornalismo na Puc-Campinas, com especialização em Gestão Pública e Governo na Unicamp. As opiniões do colunista não representam a visão do Terra. 
Compartilhar
Publicidade
Publicidade