0

Polícia indicia vereador que espancou palmeirense em SP

19 ago 2014
06h26
atualizado às 06h28
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A Polícia Civil de São Paulo indiciou e pedirá, nesta terça, a prisão preventiva do vereador  e candidato a deputado estadual Raimundo César Faustino (PT-SP), de Francisco Morato, por acusação de tentativa de homicídio. De acordo com a Polícia, ele se envolveu em uma briga entre torcedores em Franco da Rocha, ferindo o palmeirense Gilberto Torres Pereira, 31 anos, internado desde domingo em estado grave. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Segundo policiais militares que participaram da ocorrência, o vereador agrediu o palmeirense com um galho de árvore. Segundo a delegada Rafaela Aceto, o vereador foi indiciado sob acusação de tentativa de homicídio, rixa qualificada e por causar tumulto. Ontem ele foi até a delegacia, com rosto coberto por um capuz, e falou com a delegada sobre a briga.

Segundo a versão de Raimundo, ele viu a briga e foi ajudar os corintianos que estariam acuados por palmeirenses. "Meu cliente só quer ajudar o povo", disse o advogado de Faustino, Thiago de Siqueira Coscia.

O confronto ocorreu em frente à estação de Franco da Rocha da CPTM no último domingo, quando torcedores da Gaviões da Fiel se depararam com palmeirenses que iam ao jogo contra o São Paulo, no Pacaembu. Dois corintianos e quatro palmeirenses foram presos.

No ano passado, o vereador foi flagrado em outra briga de torcidas, dessa vez em Brasília, na partida entre Vasco e Corinthians. Na ocasião, a justiça desportiva puniu as equipes com perda de mando de campo, já que o confronto foi dentro do estádio.

Veja também:

O mistério das praias intocadas da Rússia que ficaram tóxicas de repente
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade