5 eventos ao vivo

Com apoio de Bolsonaro, Russomanno lidera eleições em SP

Segundo pesquisa de intenções de voto realizada pelo Ibope, em seguida, está o atual prefeito, Bruno Covas

20 set 2020
10h35
atualizado às 10h35
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Na primeira pesquisa Ibope realizada após a confirmação dos candidatos à Prefeitura de São Paulo, o deputado federal e apresentador Celso Russomanno, do Republicanos, se mostrou o preferido ao cargo, com 24% das intenções de voto.

No vídeo republicado pelo presidente, Celso Russomanno defende atuação do Ministério da Justiça e responde deputado Kim Kataguiri (DEM-SP).
No vídeo republicado pelo presidente, Celso Russomanno defende atuação do Ministério da Justiça e responde deputado Kim Kataguiri (DEM-SP).
Foto: Reprodução/ YouTube / Estadão Conteúdo

O levantamento, divulgado neste domingo (20) pelo jornal O Estado de São Paulo, aponta que em segundo lugar está o atual prefeito, Bruno Covas (PSDB), com 18%. Em seguida aparecem Guilherme Boulos (PSOL), com 8%, e Marcio França (PSB), com 6% - empatados tecnicamente. 

Sem destaque na disputa, de acordo com a pesquisa, o PT, que geralmente costuma protagonizar as corridas eleitorais paulistanas, se mostra com significativa desvantagem em relação aos líderes: Jilmar Tatto, tem apenas 1% das preferências. 

Distante do início da pesquisa, o representante PT e se coloca ao lado de candidatos de partidos “nanicos”, como Levy Fidelix (PRTB) e Vera Lucia (PSTU), assim como o ex-tucano Andrea Matarazzo (PSD), e os estreantes Marina Helou (Rede) e Filipe Sabará (Novo).

Já os ex-bolsonaristas, eleitos para a Câmara dos Deputados e para a Assembleia Legislativa em 2018 com ajuda da onda do antipetismo, Joice Hasselmann (PSL) e Arthur do Val - conhecido como “Mamãe Falei” (Patriota) aparecem com 2% das intenções de voto na pesquisa.

Menos interesse

O Ibope também mostrou que os paulistanos estão menos interessados na eleição municipais. Segundo a “pesquisa espontânea”, em que o entrevistado deve dizer sua escolha sem poder avaliar os nome dos candidatos previamente, 56% dos entrevistados admitiram estar indecisos, e outros 22% afirmam que votarão nulo ou em branco. 

O índice de indecisos chama atenção, tendo em vista que na última eleição municipal, em 2016, no primeiro levantamento, a taxa de indecisos em São Paulo era de 45%.

Já na “pesquisa estimulada”, quando o eleitor lê a lista de candidatos, a taxa de indecisos é menor: 10% – mas ainda é mais que o dobro da registrada no início da última campanha municipal.

O material do Ibope foi encomendado pela Associação Comercial de São Paulo. A pesquisa foi registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o nº SP-04089/2020. Participaram das entrevistas 1.001 pessoas entre os dias 14 e 20 de setembro. A margem de erro dos resultados é de três pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança estimado é de 95%. O contratante foi a Associação Comercial de São Paulo.

 

Veja também:

Como funcionam as eleições presidenciais nos EUA
Fonte: Equipe portal
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade