1 evento ao vivo

Vice de Aécio ataca Lula por discurso em BH: "desespero"

Lula chamou o candidato Aécio Neves de “vingativo”, “grosseiro” e “filhinho de papai”

18 out 2014
16h37
atualizado às 16h49
  • separator
  • 0
  • comentários

O PSDB repudiou as afirmações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na tarde deste sábado, em um ato considerado como "desespero" do Partido dos Trabalhadores. Durante um comício em Belo Horizonte, na manhã da mesma data, em prol da candidata à reeleição, Dilma Rousseff , Lula chamou o candidato da legenda social-democrata, Aécio Neves, de “vingativo”, “grosseiro” e “filhinho de papai”.

Aloysio Nunes é o vice de Aécio Neves. O anúncio foi feito nesta segunda feira
Aloysio Nunes é o vice de Aécio Neves. O anúncio foi feito nesta segunda feira
Foto: Agência Brasil

Em um comunicado enviado à imprensa esta tarde, o candidato à vice-presidência pelo PSDB, Aloysio Nunes Ferreira, afirmou que os comentários de Lula são piores que aqueles sofridos por ele, em 1989, quando disputou a Presidência da República com Fernando Collor de Mello.

“No momento em que se pede para elevar o nível do debate, o ex-presidente Lula dá as mais baixas declarações em uma campanha presidencial da história”, afirmou Nunes na nota. "A explicação para isso vem do desespero pelo risco de o PT perder o poder".

Senador pelo PSDB em São Paulo, Nunes comparou Lula ao ex-presidente deposto em 1992 .

“Acaba de surgir um novo personagem na política brasileira, falta só definir um nome: Fernando Lula de Melo ou Luiz Inácio Collor da Silva”.

No documento, Aloysio Nunes ainda ataca o ex-presidente pelos escândalos de corrupção na Petrobras e pede para Lula dar seu depoimento à Polícia Federal sobre o mensalão, que, segundo ele, a PF “espera há mais de sete meses”.

Cenário presidencial
Após o primeiro turno das eleições ocorrido no domingo, 5 de outubro, ficou definido que a disputa para a Presidência da República terá segundo turno entre os candidatos Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB). Dilma obteve 41,59% dos votos, ficando à frente de Aécio, que termina o primeiro turno com 33,55%.

A candidata do PSB Marina Silva deixou a corrida presidencial com 21,32% dos votos, em terceiro lugar.

Nas disputas aos governos, 13 Estados e o DF enfrentarão segundo turno. Outras 13 unidades da federação escolheram seus governadores no primeiro turno.

Veja o cenário eleitoral nos estados Veja o cenário eleitoral nos estados

 

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade