PUBLICIDADE

Capoeirista e perna de pau ‘traem’ campanha de Aécio

Do alto, um deles diz que ainda não sabe em quem votará; o outro já tem certeza do voto em Marina

30 ago 2014 16h34
| atualizado às 17h43
ver comentários
Publicidade

"Sei que vou votar para candidato federal, o Rodrigo Garcia, que me contratou para animar o evento, mas não sei ainda pra quem votar para presidente", afirmou o construtor Jairo Ferreira Noronha, o pirata de perna de pau contratado para animar um comício de Aécio Neves (PSDB) realizado neste sábado. Também presente ao evento, o capoeirista Alissom Oliveira, 30 anos, disse, decidido, que não votará no Aécio, mas em Marina. Ele participou de uma roda de capoeira no saguão de entrada do Clube Palestra, em São José do Rio Preto (SP), onde o comício do tucano ocorreu.

Garcia, candidato pelo DEM, foi quem organizou o evento, lançamento de sua candidatura, com a presença dos tucanos Aécio Neves, candidato à Presidência da República, seu vice, Aloysio Nunes, o governador e candidato à reeleição Geraldo Alckmin e o candidato ao Senado José Serra. Cerca de duas mil pessoas, a maioria cabos eleitorais, se espremeram no salão social do clube.

Crianças e mulheres se encantaram com a figura do pirata de perna de pau, alguns posavam para fotos ao lado da figura. "É a segunda vez que o Rodrigo me contrata para eventos. Adoro atender aos políticos, mas um dia um adversário do patrão tentou me derrubar daqui de cima, chutando a perna de pau", disse Noronha do alto de 2,5 metros de altura.

Além do pirata, lutadores de capoeira também atraíram a atenção de pessoas que não estavam interessadas nos discursos dos políticos. Do lado de fora do clube, cerca de 30 integrantes da Associação Brasileira de Renovação da Arte da Capoeira (Abrac), a maioria com títulos de eleitor, dançavam capoeira no saguão de entrada do clube. 

<p>O capoeirista Alissom Oliveira: "vou votar em Marina"</p>
O capoeirista Alissom Oliveira: "vou votar em Marina"
Foto: Chico Siqueira / Terra

"Isso aqui é bem melhor que ouvir as promessas dos candidatos, que eles quase não cumprem", disse a estudante Ana Caroline Machado, de 16 anos, que acompanhava atenta os passos de capoeira. "Não me preocupei em tirar o título para votar, vou esperar mais uns anos, quem sabe até lá a qualidade dos políticos melhora, porque agora eles não merecem meu voto", afirmou.

Alissom, um dos professores da Abrac, disse que o grupo foi convidado para se apresentar na entrada do salão. "Não estamos recebendo nada por isso", disse o capoeirista que vai votar em Marina.

Fonte: Especial para Terra
Publicidade
Publicidade