Estudantes não poderão usar nota do Enem 2020 no Prouni e no Fies; Sisu fica para abril

Cronograma do MEC prevê que primeira seleção para programas ocorrerá antes da divulgação das notas da prova, marcada para março. Pasta diz que outros processos serão lançados logo após resultados

11 dez 2020
13h01
atualizado às 19h37
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Estudantes que fizerem o próximo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) não poderão se inscrever na primeira seleção do Programa Universidade para Todos (Prouni) e do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). As matrículas nos programas vão acontecer em janeiro, antes do fim do exame, que terá notas divulgadas em março. Já para o Sistema de Seleção Unificado (SiSU), a seleção ocorrerá em abril, quando poderá ser utilizada a nota da prova marcada para ocorrer em janeiro de 2021.

O Ministério da Educação (MEC) chegou a divulgar que até no caso do Sisu os estudantes teriam de usar a nota do Enem do ano passado. A notícia motivou críticas de estudantes e entidades. Nesta sexta-feira, a pasta esclareceu que o processo do Sisu, em abril, ocorrerá a partir das notas dos candidatos do exame a ser realizado no próximo ano. No caso das seleções do Prouni e do Fies, as definições estão mantidas quanto ao uso da nota da prova do ano passado.

"Para atender a todos os estudantes que concluirão o ensino médio este ano, o Ministério da Educação prevê a abertura dos processos seletivos do Prouni e Fies, 2ª edição 2021, logo na sequência da realização do Sisu, ou seja, após a divulgação do resultado do Enem. Para essas seleções serão exigidas as notas do Enem de 2020, a ser realizado em janeiro de 2021", explicou em nota o ministério. No caso do Fies, podem disputar as vagas os candidatos que tenham notas das edições mais recentes do Enem, desde 2010.

De acordo com cronograma, o Prouni 2021 terá inscrições abertas de 12 a 15 de janeiro e o Fies 2021 receberá os interessados entre 26 a 29 de janeiro. A prova do Enem será realizada no dia 17 de janeiro, com divulgação dos resultados no dia 29 março de 2021.

A nota do Enem é um dos critérios de seleção para os programas que viabilizam uma vaga no ensino superior (universidades públicas e privadas). A mudança inicial realizada pelo MEC de prever o Sisu antes do Enem em 2021 havia gerado reações críticas, mas acabou revertida.

Antes da mudança, a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) havia divulgado nota informando que recebeu as informações "com grande espanto". "Já enfrentamos uma situação de evasão escolar, de total falta de apoio, de exclusão digital e agora isso. Não estamos entendendo nada. Poderemos entrar numa faculdade? Ou irão nos tirar isso também? O MEC precisa ser claro e responsável com nosso futuro, que é também o futuro do Brasil", afirmou a presidente da UBES, Rozana Barroso.

Especialistas apontam ainda o risco de sobrarem vagas no Prouni no primeiro semestre de 2021. A principal preocupação dos estudantes é com a oferta de vagas no segundo semestre. Tradicionalmente, só são ofertadas as que não foram preenchidas no início do ano. O Prouni de 2019, por exemplo, teve 243 mil vagas no primeiro semestre e 169 mil no segundo.

A decisão do MEC procura adequar o calendário do Prouni e do Fies ao ano letivo das universidades. O Enem ocorreria em novembro, mas acabou sendo adiado para janeiro e fevereiro de 2021 por conta da pandemia do novo coronavírus. Em função desse adiamento, o Enem só vai liberar as notas em março.

"É sabido que o adiamento do Enem ocorreu por uma demanda da sociedade, motivada pela pandemia de Covid-19. Por meio de consulta pública, o MEC estabeleceu as datas de realização do Enem 2020 e, a partir disso, foi necessário adequar os cronogramas das seleções que utilizam a nota do Enem para o ingresso na educação superior", reforçou o ministério.

Confira o calendário do Enem, Prouni e Fies:

12 a 15 de janeiro - Inscrição do Prouni

17 de janeiro - 1º dia do Enem impresso

19 de janeiro - Resultado da 1ª chamada do Prouni

24 de janeiro - 2º dia do Enem impresso

26 a 29 de janeiro - Inscrição do Fies

31 de janeiro - 1º dia do Enem digital

1º de feveiro - Resultado da 2ª chamada do Prouni

2 de fevereiro - Resultado do Fies

7 de fevereiro - 2º dia do Enem digital

18 e 19 de fevereiro - Inscrição na lista de espera do Prouni

22 de fevereiro - Resultado da lista de espera do Prouni

29 de março - Divulgação das notas da prova do Enem

Veja também:

Os heróis que mantiveram a educação caminhando em 2020
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade