PUBLICIDADE

Fique atento: fim de ano é um bom momento para conseguir um emprego temporário

Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) projeta maior oferta de vagas temporárias de Natal dos últimos 10 anos

27 nov 2023 - 05h00
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: unsplash

A perspectiva é animadora. Uma projeção da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) prevê um aumento da oferta de vagas de empregos temporários na principal data comemorativa do varejo, o Natal.

A estimativa é de contratação de 108,5 mil trabalhadores temporários, a maior oferta desde o mesmo período de 2013, quando foram abertas 115,5 mil vagas. Essas vagas estão atreladas à expectativa de aumento de 5,6% nas vendas, em comparação ao ano passado. 

Esse otimismo se baseia em aspectos sazonais das admissões e desligamentos no comércio varejista, registrados mensalmente por meio do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Os setores de hiper e supermercados lideram as contratações, oferecendo 45,47 mil vagas, seguidos pelo ramo de vestuário, com 25,17 mil; utilidades domésticas e eletroeletrônicos, com 15,98 mil; livrarias e papelarias, com 9,31 mil; e móveis e eletrodomésticos, com 5,7 mil vagas.

Mais da metade (54%) da oferta de vagas para o Natal deste ano deve se concentrar nos Estados de São Paulo (28,41 mil), Minas Gerais (12,13 mil), Paraná (9,14 mil) e Rio de Janeiro (7,96 mil).

O salário médio de admissão deve alcançar R$ 1.605, um avanço de 1%, em termos nominais, comparado ao mesmo período do ano passado, quando a remuneração média ficou em R$ 1.596. O maior salário médio pode ser encontrado nas lojas especializadas na venda de produtos de informática e comunicação (R$ 2.509), seguidas pelo ramo de artigos de uso pessoal e doméstico (R$ 1.670). Contudo, esses segmentos deverão responder por apenas 16% das vagas totais.

Entre as ocupações, três em cada quatro vagas criadas deverão ser preenchidas pelas dez ocupações mais demandadas nesta época do ano, como: vendedores e demonstradores em lojas e mercados (42.102), caixas (9.429) e almoxarifes e armazenistas (9.278).

Como encontrar vagas temporárias para o fim de ano

Priscila Nunes, fundadora da Black HR Brasil que atua como Global HRBP Manager em uma fintech, elenca três maneiras de localizar essas posições. Grandes perfis de recrutamento, o site das próprias empresas, na página de carreiras, e no LinkedIn, rede social voltada para negócios e empregos. 

“Você consegue identificar as vagas e muitas pessoas já aplicar para a posição dentro da plataforma”, orienta. 

A especialista alerta que uma das habilidades mais observadas por recrutadores na hora de contratar vagas temporárias é a disposição para aprender. Segunda ela, por ser um período curto, a pessoa precisa se adaptar rapidamente para contribuir com a empresa. “Boa comunicação e adaptabilidade também são atributos fundamentais que o recrutador irá buscar”, complementa. 

Priscila também explica que a seleção costuma ser um pouco diferente para as vagas temporárias. “Para as posições mais seniores, normalmente as empresas precisam que os talentos já venham com todo o conhecimento e habilidades para exercer a função [...] Então a seleção pode ser mais criteriosa nesse aspecto”, afirma. 

Já para vagas que requerem menos experiência, a seleção pode ser um pouco mais simplificada, e as empresas estão mais dispostas a ensinar e desenvolver talentos.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade