Brasileiros continuam falando mal o inglês, diz estudo

Pelo segundo ano consecutivo, o Brasil aparece na 38ª posição do ranking mundial do EF EPI

12 nov 2014
12h15
atualizado às 15h06
  • separator
  • 0
  • comentários

Em uma pesquisa que aponta o nível de proficiência da língua inglesa em países e regiões que não têm o inglês como idioma nativo, o Brasil alcançou um resultado ruim. Ficando em 38ª em uma lista de 63 países e regiões, o País foi colocado entre os que possuem baixa proficiência no idioma. Os dados são do EF EPI (Índice de Proficiência em Inglês), o mais abrangente índice mundial de competência na língua, realizado pela empresa de educação EF Education First.

<p>Estudo foi feito com base em avaliações na gramática, no vocabulário, e na leitura e na compreensão de textos de 750 mil adultos em 63 países e territórios</p>
Estudo foi feito com base em avaliações na gramática, no vocabulário, e na leitura e na compreensão de textos de 750 mil adultos em 63 países e territórios
Foto: Getty Images / Terra

Segundo os dados, os adultos dinamarqueses são os que melhor se comunicam em inglês, seguidos dos holandeses e suecos. Os 10 melhores países em proficiência de inglês são europeus. Nas últimas posições do ranking estão os norte-africanos e os adultos do Oriente Médio.

O resultado alcançado pelos brasileiros é semelhante ao do ano passado, sendo que o País permaneceu na mesma posição no ranking mundial. O estudo foi feito com base em avaliações na gramática, no vocabulário, e na leitura e na compreensão de textos de 750 mil adultos em 63 países e territórios. 

Nas últimas quatro edições (divulgadas em 2010, 2012, 2013 e 2014), o Brasil viu sua pontuação evoluir 2,69 pontos, o suficiente apenas para o país sair da categoria de nações com proficiência em inglês "muito baixa" e ser promovido para a categoria "proficiência baixa".

A pesquisa mostrou ainda que as mulheres falam inglês melhor do que os homens em quase todos os países pesquisados. 

Analisando os continentes, três países do sudeste asiático – Indonésia, Tailândia e Vietnã – têm mostrado um dos mais rápidos ganhos de habilidade em inglês do mundo. Indonésia atingiu os níveis de Hong Kong, Japão e Taiwan.

Além disso, quase todos os países da América Latina, Oriente Médio e África do Norte têm nível baixo ou muito baixo de proficiência em inglês. Argentina, República Dominicana e  Emirados Árabes Unidos se destacam pela proficiência moderada, bem à frente de suas regiões.

Confira o ranking completo da pesquisa EF EPI 2014:

PROFICIÊNCIA MUITO ALTA
01º: Dinamarca - 69.30 pontos
02º: Holanda - 68.99 pontos
03º: Suécia - 67.80 pontos
04º: Finlândia - 64.40 pontos
05º: Noruega - 64.33 pontos
06º: Polônia - 64.26 pontos
07º: Áustria - 63.21 pontos

PROFICIÊNCIA ALTA
08º: Estônia - 61.39 pontos
09º: Bélgica - 61.21 pontos
10º: Alemanha - 60.89 pontos
11º: Eslovênia - 60.60 pontos
12º: Malásia - 59.73 pontos
13º: Cingapura - 59.58 pontos
14º: Letônia - 59.43 pontos
15º: Argentina - 59.02 pontos
16º: Romênia - 58.63 pontos
17º: Hungria - 58.55 pontos
18º: Suíça - 58.29 pontos

PROFICIÊNCIA MODERADA
19º: República Tcheca - 57.42 pontos
20º: Espanha - 57.18 pontos
21º: Portugal - 56.83 pontos
22º: Eslováquia - 55.96 pontos
23º: República Dominicana - 53.66 pontos
24º: Coreia do Sul - 53.62 pontos
25º: Índia - 53.54 pontos
26º: Japão - 52.88 pontos
27º: Itália - 52.80 pontos
28º: Indonésia - 52.74 pontos
29º: França - 52.69 pontos
30º: Taiwan - 52.56 pontos
31º: Hong Kong - 52.50 pontos

PROFICIÊNCIA BAIXA
32º: Emirados Árabes Unidos - 51.80 pontos
33º: Vietnã - 51.57 pontos
34º: Peru - 51.46 pontos
35º: Equador - 51.05 pontos
36º: Rússia - 50.44 pontos
37º: China - 50.15 pontos
38º: Brasil - 49.96 pontos
39º: México - 49.83 pontos
40º: Uruguai - 49.61 pontos
41º: Chile - 48.75 pontos
42º: Colômbia - 48.54 pontos
43º: Costa Rica - 48.53 pontos
44º: Ucrânia - 48.50 pontos

PROFICIÊNCIA MUITO BAIXA
45º: Jordânia - 47.82 pontos
46º: Qatar - 47.81 pontos
47º: Turquia - 47.80 pontos
48º: Tailândia - 47.79 pontos
49º: Sri Lanka - 46.37 pontos
50º: Venezuela - 46.12 pontos
51º: Guatemala - 45.77 pontos
52º: Panamá - 43.70 pontos
53º: El Salvador - 43.46 pontos
54º: Cazaquistão - 42.97 pontos
55º: Marrocos - 42.43 pontos
56º: Egito - 42.13 pontos
57º: Irã - 41.83 pontos
58º: Kuwait - 41.80 pontos
59º: Arábia Saudita - 39.48 pontos
60º: Argélia - 38.51 pontos
61º: Camboja - 38.25 pontos
62º: Líbia - 38.19 pontos
63º: Iraque - 38.02 pontos

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade