PUBLICIDADE

5 cursos para quem quer trabalhar na indústria de games

A indústria global de games deve movimentar mais de 200 bilhões de dólares em 2023

27 jul 2022 - 19h33
(atualizado em 28/7/2022 às 10h39)
Ver comentários

O mercado de games só cresce no mundo todo e no Brasil não é diferente. Segundo dados da consultoria holandesa de games e e-sports Newzoo, a indústria global de games deve movimentar mais de 200 bilhões de dólares em 2023. Já os estúdios brasileiros devem receber em média 23 milhões de dólares até o final do ano após o GDC (Game Developers Conference) 2022, um encontro global de desenvolvedores de games que aconteceu em São Francisco, nos Estados Unidos, em março deste ano.

Com o crescimento do mercado, deve crescer também o número de vagas de trabalho – além do interesse dos profissionais em migrar para o setor
Com o crescimento do mercado, deve crescer também o número de vagas de trabalho – além do interesse dos profissionais em migrar para o setor
Foto: Pexels/ / Guia do Estudante

Com o crescimento do mercado, deve crescer também o número de vagas de trabalho - além do interesse dos profissionais em migrar para o setor. Wiliam Nascimento, instrutor de desenvolvimento de games na plataforma de cursos Udemy, diz que o primeiro passo para quem quer trabalhar na indústria de games é aprender lógica de programação.

"Assim, o profissional entenderá com clareza como a máquina precisa ser instruída para executar tarefas", diz o instrutor.

Em segundo lugar é preciso escolher uma linguagem de programação e se especializar nela. E, por último, é necessário optar por um bom motor de jogo ( game engine), um programa para simplificar o desenvolvimento de jogos ou outras aplicações com gráficos em tempo real.

Achou os conselhos um pouco nebulosos? Para quem busca se qualificar para ingressar nesse mercado, Nascimento indica fazer alguns cursos online com conteúdo atualizado.

O instrutor frisa que o mercado de games está crescendo no Brasil justamente porque os brasileiros querem se ver representados nos jogos. "Acredito que as pessoas estejam cansadas de ter as mesmas experiências, de ter sempre o herói americano salvando o mundo", conclui.

Confira abaixo 5 opções de cursos para quem quer se introduzir nesse universo e prospectar uma entrada no mercado de trabalho.

Curso de C#

-
-
Foto: Wikimedia Commons/Reprodução / Guia do Estudante

C# (se pronuncia C Sharp) é uma linguagem de programação simples e flexível orientada a objetos. Criada pela Microsoft em 2001, é uma linguagem open source que desenvolvedores usam para construir softwares - incluindo videogames. É a linguagem principal do .NET framework, a plataforma de desenvolvimento da Microsoft. Games populares, como e Pokémon Go e Super Mario Run, utilizam a C# em sua programação.

Curso de C++

-
-
Foto: Wikimedia Commons/Reprodução / Guia do Estudante

Assim como a C#, a C++ ( C plus plus) é uma linguagem de programação versátil orientada a objetos. Com uma ampla gama de funcionalidades, essa linguagem pode ser utilizada para a criação de softwares empresariais, de edição de vídeos e imagens, e, claro, de videogames. A C++ é uma linguagem considerada ao mesmo tempo de baixo e alto nível, e foi criada ainda nos anos 80, pela Nokia Bell Labs. É uma boa pedida para iniciantes.

Curso de Unity

-
-
Foto: Ian Hughes/Flickr/Reprodução / Guia do Estudante

Unity é uma plataforma de desenvolvimento para jogos, algo como um "motor" para os games. Esse IDE (Ambiente de Desenvolvimento Integrado, na tradução da sigla para o português) é gratuito e possibilita usuários a desenvolverem jogos para variadas plataformas a partir de ferramentas disponibilizadas em tempo real. Unity é um dos principais motores de games do mercado, e grandes jogos como Genshin Impact, Monument Valley, Cuphead e Hollow Knight foram criados na plataforma. Fazendo um curso na área, você aprende como utilizar a plataforma.

Curso de Pixel Art

-
-
Foto: Freepik/Reprodução / Guia do Estudante

Pixel é a menor parte visual de uma cor em uma tela. São minúsculos pontos que, juntos, formam qualquer imagem digital. Pixel Art seria, assim, a forma de criar expressões artísticas por meio de pixels. É mais fácil de entender quando se pensa nos primeiros videogames e animações feitas para o ambiente virtual. A estética mais "old school" é usada ainda hoje em jogos 2D (em maior ou menor grau), e aprender o básico de Pixel Art é uma ótima vantagem na hora de se tornar um desenvolvedor de jogos.

Curso de Design de Games

-
-
Foto: Unsplash/Reprodução / Guia do Estudante

Disponível também como graduação ou pós-graduação, o curso de design de games é apontado como uma das formações mais abrangentes para quem quer trabalhar na indústria. É focado em ensinar todos os passos necessários para o desenvolvimento de jogos em variadas plataformas, passando por questões que vão desde a roteirização do jogo até a interface gráfica. A grade transita entre disciplinas de algoritmo, programação, história da arte e marketing.

Guia do Estudante
Publicidade
Publicidade