1 evento ao vivo

Transporte de amostras de pacientes com suspeita de Covid-19 exige cuidados especiais

A qualidade do transporte deve obedecer a normas nacionais e internacionais, além do devido treinamento da equipe responsável.

24 mar 2020
01h37
atualizado às 03h01
  • separator
  • 0
  • comentários

Há aproximadamente um mês, a pandemia do novo Coronavírus, o Covid-19, tem preocupado e mobilizado o Brasil de forma ímpar. Em 25 de fevereiro foi registrado o primeiro caso da doença no país e desde então, até as 12h desta segunda-feira, 23 de março, 1.629 casos foram confirmados, além de 25 mortes, sendo 22 em São Paulo e três no Rio de Janeiro. Com o cenário de crescimento exponencial de pessoas infectadas, pacientes sintomáticos devem se submeter à realização dos testes ambulatoriais e laboratoriais, que exigem cuidados minuciosos em seu transporte.

Foto: DINO / DINO

A Full Time Logística , empresa especializada no transporte de amostras de material biológico, conta que no período de 25 de fevereiro à 17 de março, transportou 2.793 amostras para o diagnóstico do Coronavírus pelo país. "Seguindo as orientações da Organização das Nações Unidas, as amostras do Covid-19 são devidamente identificadas no momento do transporte como UN3373, categoria B" explica o sócio da empresa Renato Santos.

A classificação UN 3373, cuja marcação deve estar visível nas embalagens e cumprir as normas internacionais, é o que identifica os "espécimes para diagnósticos" como carga perigosa, alertando para os cuidados com o que está sendo transportado. De acordo com o Manual de Vigilância Sanitária, um grande laboratório processa em torno de quatro amostras de 5.000 pacientes/dia, transportando cerca de 20 mil amostras biológicas diariamente. Para que o laboratório realize um exame com resultados confiáveis, a logística se torna um fator fundamental no processo. "A qualidade do transporte deve obedecer a todas as normas nacionais e internacionais para este tipo de substancia. No caso do Covid-19, todas as normas devem ser seguidas da mesma maneira, e se possível, ainda aplicar cuidados extras dada a capacidade de contágio do vírus", reforça Santos.

A cada novo caso de Covid-19 confirmado, a preocupação da população e das autoridades se torna maior e não há tempo e nem orçamento para repetir o teste mais de uma vez, por isso, a Full Time realiza um trabalho bastante preciso. "Além da correta identificação das embalagens, como determina a ONU, nós também seguimos a Resolução RDC nº 20 da Anvisa e o manual da Associação Internacional de Transportes Aéreos - IATA. Como a suspeita da doença está em todo o Brasil, que possui dimensões continentais, o transporte das amostras deve ser realizado por modal aéreo, em função da sua alta perecibilidade. Dessa forma, as amostras chegam em um menor tempo no laboratório para serem analisadas", explica Santos.

Um dos questionamentos da população acerca da Covid-19, envolve a segurança com que esse material é transportado e se há possibilidades de alterações no diagnóstico. Renato Santos, sócio da Full Time Logítica, afirma: "Se tratando do transporte, não há com o que a população se preocupar. Nós temos o compromisso integral com a segurança de todas as nossas amostras transportadas. Somos, inclusive, especializados nesse transporte e realizamos tudo com muita cautela e responsabilidade", diz.

Toda essa preocupação também envolve um intensivo treinamento da equipe, principalmente dos motoristas. "Oferecemos informativos e passamos todas as técnicas sobre a correta higienização das mãos, bem como sobre a maneira como essa amostra deve ser colocada no veículo, acondicionada e devidamente transportada, para que ela chegue no laboratório no menor tempo possível e com a máxima segurança para ser analisada. Nossa equipe está totalmente preparada para isso", concluiu.

A empresa também informou que além da coleta das amostras dos pacientes, desde que a Covid-19 chegou ao Brasil até 17 de março, aproximadamente 6 mil kits para diagnostico que foram distribuídos por todo país.



Website: http://fulltimelogistica.com.br/

Veja também:

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade