0

Tempos de pandemia: dicas de como enviar dinheiro para o exterior sem sair de casa

9 jul 2020
19h12
atualizado às 20h02
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A pandemia do novo coronavírus (Covid-19) trouxe um cenário de instabilidade em todo o mundo. Voos foram cancelados e o fechamento de fronteiras tem impossibilitado o tráfego, inclusive de brasileiros, que estão em isolamento em diversos países. Segundo dados do Itamaraty, após o início da pandemia, cerca de 12 mil brasileiros têm enfrentado problemas para voltar ao seu país. Sem contar nos impactos gerados na economia, que incluem o desemprego e a falta de recursos básicos para sobrevivência, como alimentação e moradia. Logo, muitos brasileiros têm contado com o suporte de quem ficou no Brasil, seja de amigos ou familiares, para esse auxílio financeiro. "Mas qual a melhor maneira de enviar dinheiro para o exterior?, muitos têm se perguntado. Esta é a resposta que somente as empresas que atuam com serviço de envio e recebimento de remessas para o exterior podem dar.

Segundo Lívia Cassel, diretora da CambioReal, empresa de envio e recebimento de remessas para o exterior que atua em mais de 26 países, é preciso que todos os envolvidos se informem a respeito para evitar possíveis problemas, principalmente num momento de instabilidade de moedas. "Antes de enviar dinheiro, o cliente deve sempre conferir o custo real da transação, com todas as taxas inclusas. Grandes empresas de câmbio costumam manter o câmbio baixo para atrair clientes, mas compensar com altas taxas de serviço. Na CambioReal, é possível fazer uma simulação com o valor final já na nossa primeira página. Nossa taxa varia de U$0 a U$3.99", explica.

E, como o momento é delicado para todos, a diretora da CambioReal acredita que oferecer um combo de serviços essenciais com melhor custo-benefício ajuda quem precisa enviar dinheiro ao exterior. "Acredito que o fato de sermos uma empresa familiar e enxuta nos dá a possibilidade de manter custos muito baixos e, assim, cobrar taxas menores e ser mais flexíveis para atender às necessidades específicas de quem está precisando desse tipo de serviço", explica Cassel.

Transferir dinheiro sem sair de casa, de forma online e segura, é possível.

Foto: Projetado por gstudioimagen / Freepik / DINO

Lívia Cassel informa, ainda, que o processo de transferência de dinheiro é realizado de forma online e segura, sem que seja necessário sair de casa. "O processo de transação é muito simples. Para envio do Brasil aos Estados Unidos, basta fazer um cadastro no site, sem ser necessário providenciar documentos, o que não dura mais de dois minutos. Em seguida, tudo o que o usuário precisa fazer é efetuar o pagamento de um boleto ou realizar uma transferência bancária local, sendo que o valor chega à conta de destino em um prazo estimado de um a três dias úteis", explica a diretora da CambioReal, acrescentando: "desta forma, o dinheiro pode ser enviado para prestadores de serviços, familiares ou amigos, diretamente da sua conta para a sua conta destinatária com mesma titularidade ou conta de terceiros, com agilidade e segurança".

Já para envio dos Estados Unidos para o Brasil, o pagamento é feito por débito em conta. "É só fazer um cadastro rápido e informar o motivo da transferência. Depois, é só colocar os dados da conta de destino e o valor é enviado a ela", ensina Cassel.

E, para evitar possíveis erros nas transações financeiras, ela diz que o atendimento online é essencial e deve ser levado em consideração por quem busca esse tipo de serviço. "É importante ter atendentes que falem português para auxiliar o usuário, seja no próprio site, via chat, ou por telefone e WhatsApp. Por isso, eu mesma incluí esse tipo de suporte na minha empresa. As pessoas precisam de segurança, ainda mais neste momento de tantas incertezas", finaliza a diretora.




Website: https://www.cambioreal.com/

Veja também:

Explosão no Líbano: BBC visita epicentro do desastre no porto de Beirute
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade