0

Repotencialização de rolamentos: menores custos, mais agilidade e performance garantida

2 abr 2018
12h16
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

No atual cenário de crise econômica no País, os serviços de repotencialização de rolamentos representam uma opção ainda mais interessante e vantajosa para os segmentos industriais. Com a necessidade cada vez maior de aproveitamento de budget e orçamento, as empresas podem optar por repotencializar determinados rolamentos, sem comprometer a performance da planta ou produção.

Foto: DINO

A Schaeffler, empresa alemã para o setor automotivo e industrial, repotencializa praticamente todos os tipos de rolamentos, independentemente do fabricante, com várias vantagens: grande economia, rapidez, confiabilidade, garantia de fábrica e flexibilidade.

"Com nossos serviços de repotencialização, as empresas dos segmentos industriais - de papel e celulose, siderurgia, açúcar e álcool, mineração, etc. - poderão aproveitar ao máximo a vida útil dos rolamentos, reduzir os custos de manutenção e evitar a aquisição desnecessária de novas peças, contribuindo inclusive com a preservação do meio ambiente", destaca Donizeti Batista, Gerente Distribuição Industrial Schaeffler América do Sul.

"O cliente consegue reduzir o estoque, as despesas de um novo investimento e o prazo de fornecimento. A repotencialização proporciona a mesma performance que um rolamento novo, mas com custo 50% a 70% menor. Portanto, antes de comprar peças novas, as empresas podem nos consultar para verificar a viabilidade da repotencialização", explica Antonio de Campos Junior, Chefe de Serviços Técnicos de Distribuição Industrial.

A Schaeffler realiza quatro níveis de repotencialização, dependendo das condições nas quais o rolamento se encontra. No primeiro deles, é feita a avaliação do rolamento, com a desmontagem, limpeza e inspeção dos componentes. O nível 2 consiste no reparo por lapidação, com polimento das pistas, dos corpos rolantes e das superfícies de assentamento, além da lubrificação e envelopamento, ou seja, aplicação de conservante para preservação do rolamento e embalagem. Já o nível 3 da repotencialização abrange também a retífica das pistas, e o nível 4 com substituição dos componentes.

O trabalho é realizado nas próprias instalações da Schaeffler em Sorocaba, contando portanto com toda a estrutura da fábrica, como os Laboratórios de Metrologia e de Metalurgia, onde são feitas a verificação do dimensional em máquinas tridimensionais, análises de falha em microscópios eletrônicos de varredura e inspeções com ultrassom para garantir a integridade das pistas. Na área de revestimentos da planta, são aplicados nos rolamentos recondicionados o Corrotect®, para proteção contra corrosão, e a Oxidação Negra para minimizar os efeitos de escorregamento dos corpos rolantes. Por meio desse trabalho, o cliente ainda poderá revisar seus processos de montagem, lubrificação e vibração da peça, aumentando a vida útil e melhorando os processos de manutenção.



Website: http://www.schaeffler.com.br

Veja também:

Pelé é superestimado? Editor do L! avalia polêmica criada por site inglês
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade