0

Pequenas e médias empresas apostam na Economia Sustentável como forma de maximizar seus lucros

28 mar 2018
10h36
  • separator
  • 0
  • comentários

Em decorrência do cenário econômico atual, onde os índices apontam mais de 12 milhões de desempregados no país, muitos brasileiros estão buscando no empreendedorismo uma forma de subsistência. Segundo relatório do SEBRAE, em 2016 cerca de 36% da população adulta (entre 18 e 64 anos) estava envolvida com a atividade empreendedora, sendo que o número de novos empreendedores já ultrapassa o de empreendedores com mais tempo de mercado. Com essa avalanche de novas empresas entrando no mercado, muitas empresas estão buscando na sustentabilidade um diferencial competitivo, seja porque esta é uma tendência que vem crescendo nos últimos anos ou porque é possível buscar, na sustentabilidade, uma forma de reduzir desperdícios e consequentemente aumentar as margens do empreendedor.

Foto: DINO

Outro fator que pesa muito nessa decisão é o fato dos millennials - pessoas nascidas entre 1980 e 2000 - estarem ganhando um espaço significativo nos grupos de investimentos. Estas pessoas nasceram e viveram em uma época marcada pelas preocupações ambientais, fato marcado pela Conferências das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e o Desenvolvimento, também conhecida como Eco-92.

Cada vez mais as empresas e grupos de investimentos estão buscando empresas que estejam dentro da categoria chamada "Negócios de Impacto". Esta categoria abrange empreendimentos que tenham a missão explícita de gerar impacto socioambiental ao mesmo tempo que geram resultados financeiros positivos.

Rafael Ponce, designer e fundador do Paper Lab, atelier voltado para a produção e comercialização de papéis artesanais feitos a partir de fibras naturais, explica "durante minha carreira aprendi o tamanho da responsabilidade que um negócio tem sobre a sua comunidade e sobre o meio ambiente. Por conta disto, o Paper Lab tem um compromisso firmado com a utilização racional dos recursos naturais e com o bem estar de nossa comunidade. Temos inclusive um selo de garantia da .ECO Community, onde temos que, de tempos em tempos, demonstrar os projetos que temos desenvolvido para contribuir com um futuro sustentável". Rafael ainda complementa dizendo que com determinação e planejamento é possível desenvolver tais projetos e ainda sim ter altas taxas de retorno nos negócios: "a sustentabilidade é uma tendência mundial para os próximos anos e quem não se adaptar perderá uma grande vantagem competitiva".

O Paper Lab produz papéis especiais de maneira artesanal, utilizando fibras provenientes de restos de produção de pequenos produtores que muitas vezes seriam descartados ou queimados. Estes papéis são posteriormente vendidos para artistas, designers, ateliers de encadernação, entre outros novos mercados que a empresa está explorando. A empresa de Rafael destina ainda parte da receita das vendas para a realização de projetos socioambientais.

Hoje a empresa conta com duas linhas de produção e possui planos de dobrar sua capacidade produtiva até o final deste ano, bem como realizar diversos projetos voltados principalmente a comunidades carentes.



Website: http://www.paperlab.eco

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade