0

O que são Constelações Familiares criadas pelo Alemão Bert Hellinger que é reconhecida pelo SUS e tribunais em todo Brasil?

9 ago 2018
09h37
  • separator
  • comentários

As Constelações Familiares Sistêmicas do alemão, Bert Hellinger, autor de mais de 80 livros e considerado um dos principais filósofos dos dias atuais.

Foto: Constelação Familiar / DINO

A reconciliação em varas de família de 16 estados brasileiros para casos de pensão alimentícia, inventários, disputa de guarda, entre outros, são cada vez mais possíveis através dessa técnica psicoterapêutica e, segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a técnica tem se mostrado eficiente.

Outros exemplos de aplicação da Constelação Familiar vêm sendo vivenciados em hospitais, o que levou as constelações a serem incluídas como terapia alternativa no SUS. (https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2018/03/sus-inclui-dez-novas-terapias-alternativas-como-a-de-florais.shtml).

Tais resultados na área da saúde e do judiciário e a mais frequente veiculação na mídia, inclusive no programa Fantástico em matéria veiculada em 14 de maio de 2017, mais e mais existem buscas para entender como as constelações funcionam.

Fato é que as constelações não são mágicas ou magia. Elas são dinâmicas profundas que trazem à tona a causa verdadeira dos incômodos dos clientes.

Como são dinâmicas em grupo nas quais representantes assumem o papel dos indivíduos que fazem parte do incômodo compartilhado por um cliente, este pode encontrar um novo olhar para como pode se relacionar de forma mais harmônica.

A falta de visão mais profunda é como se a verdadeira causa raiz estivesse invisível aos olhos. As constelações retiram esse véu e a partir daí, com coragem, há uma nova maneira de mudar e transcender o incômodo e as situações que sempre se repetem. As constelações propiciam uma mudança libertadora. Algo se transforma. O comportamento, em forma de pensamento e ações, encontra novas maneiras de responder e assim, encontra-se resultados diferentes.

Ao ver uma imagem do grupo representado funcionando de forma harmônica, o cliente tem uma escolha a fazer: continuar ou mudar. Novas ações e novos olhares levam a uma nova realidade.

Como seria encontrar a oportunidade única de perceber de maneira totalmente nova os incômodos do dia-a-dia?

Anos passam entre pequenos incômodos. Muitas vezes os incômodos são os mesmos e apenas o cenário e as pessoas mudam. O que as constelações ensinam é que a solução é a percepção do que realmente está por trás desse incômodo, dessas projeções e de todas as situações que, de maneira consciente ou inconsciente, verdadeiro motivo nunca vêm a tona. Ao fugir, ou a fingir ter encontrado a solução, logo a situação acontece novamente.

Os interessados geralmente comparecem a workshops ou vivências. Esses eventos podem ser chamados de VIVÊNCIA EM CONSTELAÇÃO FAMILIAR SISTÊMICA e têm a duração mínima de 3 horas, dependendo da disponibilidade de cada constelador ou terapeuta.

Uma pequena palestra marca a abertura das vivências. Explicações gerais ou a apresentação de situações reais exemplificando os novos olhares que uma constelação familiar pode trazer são compartilhados, marcando assim, o início da vivência.

O que é muito interessante nesses encontros é a quantidade de coincidências que o grupo apresenta. As constelações em si, que também podem ser entendidas como terapias breves, acontecem apenas para clientes interessados em expor de forma sucinta seus incômodos. Todos os demais participantes podem optar por se silenciarem ou não compartilharem nada sobre a própria vida. As constelações são assim, uma dinâmica em grupo muito sigilosa e respeitosa, pois avança apenas dentro dos limites que o cliente gostaria de compartilhar e até mesmo vivenciar. Mesmo com tal sigilo e brevidade, enquanto um cliente compartilha a questão que gostaria de ser "constelada", frases como: "É exatamente isso que acontece"; "Eu sempre soube, mas não queria acreditar", são muito comuns dentro das vivências. As vezes ocorre a impressão de que os participantes das vivências são cuidadosamente escolhidos.

A conclusão de uma vivência geralmente serve para todos os participantes, e ao perceber que as verdades ou questões que mais nos incomodam no dia-a-dia são também questões de outros participantes, causa sinergia e harmonia entre todos.

Encontrar um um novo olhar, um novo caminho e saber que os presentes não são tão diferentes assim e possuem sensações e dificuldades similares, ao participar de uma vivência em constelação familiar traz mais leveza e a sensação de mais força para os desafios que a vida apresenta. Além do mais, as constelações também trazem novos olhares para que a aceitação e a gratidão saiam do papel ou dos posts em mídias sociais e sejam verdadeiramente integradas como parte da rotina e vida.

Como toda técnica que traz muitos resultados, existem muitos profissionais que ainda não terminaram a formação e começam a se aventurar liderando tais eventos. A dica é sempre procurar profissionais que estejam ligados a escola do criador das constelações familiares, Bert Hellinger: A Hellinger Shculle.

Luiz Brites não apenas está ligado a Hellinger Schulle, mas também é inscrito nos encontros internacionais que acontecem todos os anos entre outubro e novembro, com a participação de mais de 35 países, durante uma semana, quando as percepções mais atualizadas do que Bert Hellinger, aos 93 anos, ainda compartilha ao lado de sua mulher, Sophie Hellinger.

"Como as constelações são vivências profundas e podemos beneficiar de pontos específicos em vida, em nosso Instituto, o Instituto Vereda, acontecem workshops livres de constelações familiares, chamados de VIVÊNCIA EM CONSTELAÇÃO FAMILIAR, dia em que assuntos gerais são compartilhados sem direcionamento de um ponto especifico, e todos os assuntos podem ser verificados; também o WORKSHOP DINHEIRO E PROSPERIDADE e PARA O AMOR DAR CERTO são exemplos de vivências com enfoque direcionado para trazer alívio imediato a essas áreas da vida.

Para aqueles que ainda têm dúvida sobre a eficácia, ou até mesmo, se devem procurar algum tipo de apoio para sua vida, existe uma frase de Bert Hellinger que pode ser um exemplo do que impede muitas pessoas de serem mais felizes e viverem em paz.

"Sofrer é mais fácil do que encontrar soluções."

Que tal encontrar as soluções através das constelações familiares sistêmicas?



Website: http://luizbrites.com.br/constelacao-familiar/
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade