0

Na safra ou safrinha, o perfil de solo é importante, diz agrônomo

Calendário aponta, entre outros, opções por soja ou milho na safrinha

27 jan 2020
11h01
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Seja na cultura principal ou na safrinha, o perfil do solo é etapa fundamental no campo. Os resultados para o agricultor estarão diretamente relacionados às práticas de manejo desenvolvidas.

O alerta é do engenheiro agrônomo Jairo Hanasiro, especialista em fertilidade de solo e nutrição de plantas.

A safrinha ganha força por questões como a busca de melhor rentabilidade no negócio, além de proporcionar a ciclagem de nutrientes no perfil de solo criando sustentabilidade a médio e longo prazo.

A influência do clima também pesa na gestão da área plantada.

O calendário aponta, entre outros, opções por soja ou milho na safrinha.

Hanasiro reforça a questão do apoio técnico na etapa inicial do plantio, com a análise de solo.

Pergunta - Como avaliar a questão da qualidade do solo tendo em vista a safrinha?

Jairo Hanasiro - Inicialmente, é bom ressaltar que os cuidados com o perfil de solo valem tanto para a cultura principal como para a safrinha.

O bom desenvolvimento do sistema radicular está diretamente relacionado com as respostas de produção e produtividade das culturas.

O desenvolvimento desejado muitas vezes não é alcançado pelas chamadas barreiras físicas e barreiras químicas.

As físicas são a formação de camadas compactadas de solo que impedem fisicamente o desenvolvimento das raízes. Essas barreiras são geralmente causadas pelo manejo inadequado de certos implementos e o trânsito de máquinas agrícolas em períodos com umidade de solo elevada.

A recuperação destes solos é possível. Ela pode ser realizada por um conjunto de inúmeros manejos que envolvem a subsolagem, correção da acidez do solo, revolvimento do solo, adubação orgânica, adubação verde, cobertura vegetal do solo, plantio direto, entre outros.

Pergunta - E quais são os obstáculos na parte química? Como superá-los?

Hanasiro - As barreiras químicas são causadas principalmente pela acidez dos solos, pela presença de Alumínio e Manganês tóxicos disponibilizados pelo baixo pH e pelos baixos teores de Cálcio no solo.

No manejo de fertilidade de solo para a eliminação dessas barreiras, a principal ação é a calagem, correção da acidez do solo com o uso do calcário agrícola. Além da elevação do pH e precipitação do Alumínio tóxico, o calcário ainda fornece o Cálcio, um nutriente que é essencial para o crescimento radicular e ainda ajuda na melhora da estrutura dos agregados do solo.

Além da calagem, inúmeras outras ações podem complementar este manejo, como a utilização do Gesso, a fosfatagem, a adubação orgânica, substância húmicas, adubação verde, micronutrientes e bioestimulantes.

Pergunta - A ansiedade de alguns produtores muitas vezes atrapalha. Resultados são importantes, mas devem ser atingidos de forma técnica?

Hanasiro - Sim, a primeira providência do produtor é buscar o apoio de um profissional da área. Com os dados da análise, esse especialista apontará os caminhos para que o resultado da safra ou da safrinha sejam os melhores.



Website: http://sindical.com.br/

Veja também:

"Eu pensei: 'Vou morrer?'": a noiva surpreendida durante ensaio pela explosão no Líbano
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade