0

Modelo Store in Store ganha força no Brasil

Segundo projeção, modelo de franquia store in store é opção segura para se investir em tempos de crise

7 ago 2017
14h05
atualizado às 14h08
  • separator
  • comentários

O mercado de Smartphones no Brasil não para de crescer. Segundo dados da 28ª Pesquisa Anual de Administração e uso de TI nas Empresas, realizada pela FGV-SP, o Brasil terá um smartphone em uso por habitante até final de 2017. A projeção é que o número desses aparelhos no País alcance 208 milhões, mantendo o Brasil na 4ª posição em número de smartphones, ficando atrás apenas de Estados Unidos, China e Índia.

O segmento de franquias é um dos que mais crescem no Brasil. Esse modelo permite aos novos empresários utilizarem elementos comuns aos cases de sucesso das grandes empresas, como a imagem de marca, stakeholders consolidados e plano de negócio sólido. Os números divulgados pela ABF (Associação Brasileira de Franchising), indicam que esse mercado teve um crescimento de 9,4% no primeiro trimestre de 2017, em relação ao mesmo período do ano passado, movimentando R$36,89 bilhões.

Visando o crescimento desses mercados, a Mobibox, uma Startup gaúcha, trouxe um modelo já validado nos Estados Unidos, chamado de "Store in Store", ou loja dentro da loja. Esse conceito possibilita a alocação de um ponto de venda, dentro de outros estabelecimentos, mesmo que estes possuam produtos distintos.

O modelo de negócio é simples, a pessoa interessada adquire minilojas que inclui diversos acessórios de conveniência para smartphone. Esses produtos ficam disponíveis em um expositor instalados nos melhores estabelecimentos em cada cidade. O investidor trabalha de forma consignada com o ponto, deixando um percentual das vendas para o parceiro.

De acordo com Claudia Bittencourt, Diretora Geral do Grupo Bittencourt. "A maximização dos espaços ociosos dentro dos estabelecimentos comerciais, franqueados ou não, também tem sido um dos motivos do aumento desse tipo de operação que se justifica por permitir alavancar vendas e aumentar a visibilidade das marcas"

O diretor comercial da Mobibox, Victor Abs da Cruz, explica como o modelo se consolidou, "Percebemos o poder do mercado de Smartphones e o de franquias, unimos essas forças e criamos um inovador modelo de franquia móvel, onde além de não contar com royalties e custos fixos mensais de um negócio convencional, tais como aluguel, internet, luz e funcionários, o investidor precisa apenas manter uma rotina com uma visita mensal a cada ponto de venda e gerenciar seus estoques e faturamento, através de um aplicativo com tecnologia desenvolvida por nós."

No Brasil, mais de 58% das pessoas desejam empreender, mas somente 24% conseguem, de acordo com a AGER 2015, esses números são resultado das barreiras existentes para se abrir um negócio próprio, tais como alto investimento e conhecimentos específicos. Mediante esses números, a possibilidade de aliar esses mercados promissores, através de um modelo Store in Store, se apresenta como uma alternativa segura em tempos de crise, de baixo investimento inicial e com uma operação simples para quem almeja ter o seu próprio negócio.



Website: http://www.mobibox.me/investidor
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade