0

Longe da prancheta: por que os engenheiros estão migrando para outras áreas?

21 set 2017
10h15
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O mercado de trabalho, atualmente, não está fácil para ninguém. Com a necessidade de ser cada vez mais bem capacitado e flexível, além da alta concorrência com outros profissionais, também é preciso ter destaque e boas experiências. Porém, algumas formações têm proporcionado certa vantagem aos profissionais, e a engenharia é uma delas.

Foto: DINO

Um estudo feito pelo Inep revelou que cerca de 59% dos profissionais engenharia trabalham fora de sua área de formação. No entanto, o que pode parecer algo ruim num primeiro momento, na verdade mostra a vantagem que esses profissionais apresentam no mercado de trabalho.

Com um bom embasamento para lidar com cálculos complexos, dados e fazer projeções, estes profissionais estão sendo cada vez mais requeridos em áreas que estão em pleno crescimento, como é o caso do Marketing Digital.

Muito mais pautadas no uso assertivo dos dados, as agências que trabalham com esse tipo de marketing utilizam da formação e da expertise dos engenheiros para desenvolverem estratégias avançadas para captar clientes e aumentar o faturamento online dos seus clientes.

"Começar a trabalhar com o marketing digital, para mim, foi bastante natural. As análises que conseguimos fazer através do background em engenharia são muito ricas e facilitam bastante o desenvolvimento de estratégias com performance que excedem em muito as expectativas. Essa possibilidade também de ver tudo acontecendo 'ao vivo', com os resultados do nosso trabalho aparecendo quase que imediatamente para mim é muito mais gratificante do que trabalhar com a engenharia em si", diz Victor Janzantti, engenheiro de materiais formado pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

E não são só os engenheiros que estão satisfeitos e bem adaptados no mercado digital. As empresas estão buscando cada vez mais profissionais com esse perfil e, para muitas delas, os engenheiros são parte da expertise vendida com o serviço.

A escalabilidade das estratégias e dos serviços é o principal fator pelo qual os donos de agências e empresas querem esses profissionais no seu quadro de funcionários. Afinal, o marketing digital transformou completamente a maneira de fazer publicidade e, agora, o fit ideal para esse tipo de trabalho é dos engenheiros, matemáticos e estatísticos.

"Quando fundamos nossa agência, sabíamos que, se quiséssemos trazer um resultado avassalador para os clientes e conquistar espaço no mercado, teríamos que investir em profissionais fora do perfil do publicitário. Os engenheiros, para nós, foram a aposta certa. Muitas vezes entregamos resultados pelo menos 40% maiores que os players do segmento, a expertise que esses profissionais empregam no trabalho refletem não apenas no faturamento, mas também na satisfação dos nossos clientes", afirma André Palis, sócio-fundador e diretor comercial da Raccoon Marketing Digital, que foi considerada a melhor agência de marketing de performance do país nos últimos três anos pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm).

Ao que tudo indica, o futuro no mercado de trabalho para os engenheiros será cada vez mais diversificado. Com a digitalização cada vez maior em diversas nichos, é bastante provável que o engenheiro fique cada vez mais longe da sua área de formação e passe a "emprestar" seus conhecimentos para novas áreas e negócios - especialmente os disruptivos.

Saiba mais em: www.raccoon.ag



Website: https://www.raccoon.ag/

Veja também:

'As máscaras que você joga fora podem acabar matando uma baleia'
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade