0

Gases tóxicos na soldagem: como evitar a contaminação

15 mai 2019
22h51
  • separator
  • comentários

Na indústria metal-mecânica, além de em muitos outros segmentos, a presença de fumos e gases de soldagem pode ser uma grave ameaça à saúde dos trabalhadores. Durante a solda dos metais, normalmente há produção - em grandes volumes - de fumos e gases tóxicos. Logo, todo esse material gera riscos de contaminação do ambiente, riscos de acidentes e prejudica a saúde dos trabalhadores.

Foto: DINO / DINO

Para evitar que os fumos e gases gerados no processo de solda permaneçam em contato com o ar, às indústrias devem adotar diferentes medidas de proteção. Então, além do uso de equipamentos de segurança individual - EPI's, é importante a utilização de EPC's - equipamentos de segurança coletiva, como a instalação de sistemas de ventilação e exaustão industrial.

Neste artigo, a Nederman - especialista em soluções de filtragem de ar pretende mostrar os riscos da contaminação por fumos e gases da soldagem e como evitar o problema.

Fumos e gases da soldagem: riscos para a saúde dos trabalhadores

Todos os dias milhares de soldadores no Brasil estão expostos a fumos e gases perigosos, produzidos a partir da soldagem. O problema é que estes particulados são extremamente finos, o que significa que são facilmente inalados e podem atingir os pulmões dos trabalhadores.

Além disso, muitas empresas subestimam o impacto da exposição aos fumos e gases tóxicos. Por isso, acabam não fazendo uso de meios eficazes a fim de extrair, filtrar e purificar o ar no espaço laboral.

A inalação do fumo de solda pode causar efeitos negativos à saúde a curto e a longo prazo, incluindo:

Irritação nos olhos, garganta e nariz; náusea; e tontura;
Febre e outros sintomas de gripe como tosse, dor muscular e nas articulações e calafrios;
Danos nos rins, úlceras estomacais e danos no sistema nervoso central;
Doença respiratória e dano pulmonar;
Câncer de pulmão, entre outras.

O tipo e grau de dano potencial depende do material soldado e do tipo de solda aplicada. O nível dos danos depende, igualmente, do local onde os soldadores estão trabalhando. Além disso, o grau de contaminação pode variar bastante, havendo redução de riscos caso existam sistemas de exaustão e ventilação adequados.

Solução: sistema de exaustão localizada

Os sistemas de exaustão de fumos e gases de solda da Nederman são utilizados para a remoção desses particulados logo na fonte onde são gerados. A empresa possui filtros fixos e móveis, que juntamente a braços extratores, tubulações, exaustores e outros itens compõem os sistemas capazes de captar e filtrar estes agentes contaminantes do ambiente industrial.

A Nederman possui mais de 75 anos de experiência no tratamento do ar industrial e o segmento de solda é um dos principais, com inúmeras instalações no Brasil e no mundo.

Para conhecer a linha completa de equipamentos da Nederman, entre em contato com a nossa equipe de vendas.



Website: https://www.nederman.com/pt-br/

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade