0

Cirurgião plástico explica os tratamentos para a Ginecomastia

7 jun 2017
11h51
  • separator
  • comentários

A Ginecomastia é o aumento das mamas masculinas em decorrência do aumento da glândula mamária ou da quantidade de gordura localizada na região.

O ganho significativo de peso pode causar acúmulo de gordura nas mamas masculinas, provocando a Ginecomastia. Já o aumento da glândula mamária é causado principalmente por desequilíbrio hormonal. A causa desse desequilíbrio pode ser condições que bloqueiam os efeitos da testosterona ou reduzem a sua quantidade no organismo ou, ainda, uma condição que aumenta o nível de estrogênio.

Esse desequilíbrio hormonal pode ter várias causas. Mais da metade dos bebês do sexo masculino nascem com as mamas aumentadas devido aos efeitos do estrogênio da mãe, o que tende a desaparecer dentro de duas a três semanas após o nascimento. Alterações hormonais durante a puberdade podem causar inflamação do tecido mamário por seis meses a dois anos. Novo pico de aumento das mamas no sexo masculino ocorre novamente entre as idades de 50 e 69 anos. Pelo menos 1 em cada 4 homens nesta faixa etária são afetados.

Uma série de medicamentos podem causar ginecomastia; assim como drogas proibidas como anfetaminas; maconha; heroína e até bebidas alcoólicas. Anabolizantes usados em academia também podem ser a causa do aumento do tecido mamário. Algumas condições de saúde eventualmente causam Ginecomastia.

Considerando-se que os Fatores de Risco para Ginecomastia incluem a adolescência; o envelhecimento; o ganho de peso; o uso de certos medicamentos, de drogas ou várias condições de saúde, cerca de metade da população masculina sofre com o aumento das mamas em alguma etapa da vida.

A maioria dos casos de Ginecomastia regride sem tratamento. Mas quando o problema persiste, o tratamento cirúrgico pode ser a saída.

"A Lipoaspiração remove a gordura do peito, mas não o próprio tecido das glândulas mamárias. Ela é recomendada para os casos de Ginecomastia onde o tecido gorduroso é a causa principal da condição. Já a Mamoplastia Redutora é uma cirurgia que possibilita a remoção das glândulas mamárias em excesso e, por isso, é utilizada no tratamento de homens que apresentam aumento desse tecido mamário", explica o cirurgião plástico Marcelo Olivan.

Os procedimentos não são excludentes, ou seja, a Mamoplastia Redutora pode ser combinada com a Lipoaspiração para que os resultados sejam atingidos. Eles podem ser realizados com alta hospitalar no mesmo dia e os cuidados pós-operatório tendem a ser simples.

Foto: DINO
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade