3 eventos ao vivo

Chegou o fim das curtidas no Instagram, e agora?

30 jul 2019
19h02
atualizado em 1/8/2019 às 11h26
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Recentemente o Instagram bateu a marca de 1 bilhão de usuários ativos, o número representa um crescimento acelerado da plataforma, sendo que em setembro desse mesmo ano eram 800 milhões, a rede social possui um aumento médio de 5% por trimestre, já seu irmão mais velho o Facebook, possui alta de 3,14% segundo dados do site Statista.

A rede social está na sexta posição, atrás do Facebook (2,2 bi), YouTube (1,5 bi), WhatsApp (1,5 bi) Facebook Messenger (1,3 bi) e WeChat (1 bi).

Foto: DINO / DINO

As redes sociais estão em constante movimento, e se atualizando de acordo com as novas necessidades e demandas criadas por elas mesmas.

O caso mais recente foi uma alteração de grande impacto no Instagram onde a rede social deixou de exibir a quantidade de curtidas em suas publicações, mas fique calmo, algumas ferramentas nacionais como a ETUS e internacionais como HOOTSUITE permitirão a continuidade da analise desses dados.

O maior objetivo e desafio do Instagram sempre foi compartilhar conteúdo de qualidade e fazer com que seus usuários tenham interações reais de acordo com a qualidade das publicações, essa ação busca novamente esse objetivo.


Os principais motivos são:

Curtidas Falsas:

O Instagram não nega a quantidade de interações falsas sendo realizadas por robôs, funciona assim, o usuário interessado em mais curtidas paga por um sistema que ficará curtindo posts segmentados.

Proteção de Marcas:

As marcas poderão se basear em métricas mais relevantes para investir em influenciadores, visando assim um melhor engajamento.

Autoestima:

Problemas de autoestima e ansiedade estão crescendo por causa de redes sociais, onde o número de curtidas acaba servindo como medida de aceitação e popularidade.


É para sempre ?

A mudança faz parte de testes realizados no Canadá e agora chega até o Brasil "Não dá para dizer se vai dar certo, mas é algo que estamos tentando para melhorar o ambiente", disse Adam Mosseri, principal executivo do Instagram, o #nolike parece ter sido bem recebido pela maioria dos usuários e tende a se expandir para todos os países caso confirmada essa melhoria.

Porém alguns influenciadores parecem não ter gostado muito dessa mudança, alguns chegaram a chocar a internet ao postar imagens ao qual comparava o fim da contagem de likes com a Lei Áurea e até captura de telas mostrando a quantidade de likes de suas postagens anteriores.

E agora ?

É possível acompanhar a quantidade de likes dos seus posts através de ferramentas como a www.etus.com.br, essa ferramenta permite além de relatórios agendamento de posts para o Instagram e várias outras funções,  ainda é possível acompanhar também pelo Instagram web em www.instagram.com, mas não sabemos até quando.



Website: https://etus.com.br

Veja também:

Terremoto causa 'mini-tsunami' e destrói casas na Grécia e na Turquia
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade