PUBLICIDADE

Cerca de 30% das empresas podem manter as atividades em formato home office após a pandemia

O formato de trabalho virtual pode ser uma tendência para os próximos anos, uma vez que obteve boa adaptação dos trabalhadores e empresas

28 set 2020 23h38
| atualizado em 29/9/2020 às 03h34
ver comentários
Publicidade

As empresas podem manter as atividades de forma remota mesmo após o período de pandemia. Isso mostra que o formato de trabalho virtual pode ser uma tendência para os próximos anos, uma vez que obteve boa adaptação dos trabalhadores e empresas. De acordo com a Fortinet, empresa de segurança cibernética, 30% das empresas do mundo manterão o trabalho remoto para os funcionários, mesmo após o término da pandemia.

A pesquisa foi feita em junho deste ano e contou com a participação de diretores de TI de 17 países, inclusive do Brasil, e de 400 entidades privadas e públicas, com mais de 2500 funcionários dos mais diversos setores, como: Energia, Saúde, Varejo, Educação, Financeiro, Tecnologia e Governo.

Mais de 90% das empresas pretendem aumentar investimentos em segurança cibernética

Entre as informações divulgadas, destaca-se o fato de que, a cada 10 empresas, 3 manterão mais de 50% dos funcionários em trabalho remoto, mesmo após o fim da pandemia. Além disso, mais de 90% das organizações também estão planejando investimentos maiores em segurança cibernética e 60% gastarão em torno de US$ 250 mil pelos próximos anos na implantação de novas tecnologias e na atualização de sistemas existentes.

Todo o setor corporativo foi pego de surpresa pela pandemia: apenas 40% das empresas contavam com um plano de continuidade de negócios em andamento. Agora, devido às consequências econômicas da covid-19, mais 32% delas passarão a investir na área de controle de riscos.

Mais de 50% das empresas tiveram que migrar para o home office

Aproximadamente dois terços das empresas participantes do estudo afirmaram terem que fazer a transição do escritório para o home office de forma abrupta, mandando mais da metade dos colaboradores para casa. A maior parte dos diretores entrevistados testemunhou o grande desafio que esse movimento representou para o negócio, principalmente quanto à comunicação e ao que era essencial para manter as conexões seguras.

De acordo com a Fortinet Brasil, foi observado o investimento em controle de acesso, segurança na nuvem e em VPN aumentar em, pelo menos, 50% das empresas, assim como um aumento pela demanda de profissionais de TI qualificados.

Esse repentino interesse pela área se deve ao fato de que as empresas, agora, enxergam o real valor desse novo modelo de trabalho e os requisitos que o acompanham, como a maior segurança da informação, principalmente devido ao aumento significativo nas tentativas de fraudes e ataques cibernéticos que acompanhou a crescente dependência do uso de dispositivos pessoais dos funcionários que trabalham fora do edifício corporativo.

Por volta de 60% das empresas registraram aumento nas tentativas de violação de segurança cibernética
De acordo com o levantamento de dados, cerca de 60% das empresas relataram aumento das tentativas de violação cibernética no período em que os colaboradores estavam migrando do prédio corporativo para o ambiente residencial (trabalho remoto), enquanto mais de 30% sofreram violações reais na segurança das redes.

Atividades de ensino, como formação de gestores públicos, também estão disponíveis online

Além das atividades profissionais passarem a ser desempenhadas remotamente, a capacitação por meio de ensino à distância também tem sido a opção mais viável durante a pandemia. Além disso, a tendência do modelo é permanecer, mesmo quando o mundo voltar às atividades rotineiras.

Acompanhando essa transição, o IBEGESP conta com formação para gestores públicos em formato virtual. Isso significa que funcionários da Administração Pública podem aperfeiçoar as habilidades por meio do Ensino a Distância (EaD) diretamente da plataforma do IBEGESP.

Neste momento, o conhecimento se mostra uma peça-chave para que o país continue a caminhada em direção ao ritmo normal e, em busca de formação de gestores públicos, os servidores da Administração encontram o que precisam para se qualificar no IBEGESP.

Ao navegar pelo site, é possível conhecer mais sobre os cursos EaD do Instituto.



Website: https://www.ibegesp.org.br

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
Publicidade
Publicidade