1 evento ao vivo

Ainda é possível encontrar os melhores investimentos na renda fixa

Apesar da estabilidade da taxa Selic e da inflação, bons investimentos podem oferecer vantagens na renda fixa

17 jan 2019
17h45
  • separator
  • comentários

Em 2018, a renda fixa foi uma das principais alternativas para investidores que desejaram investir em aplicações rentáveis para seu dinheiro. Apesar da manutenção da taxa Selic em um volume considerado baixo, 6,5% ao ano, alguns títulos terminaram o ano com bons rendimentos.

Foto: Fonte: reprodução / DINO

O Tesouro Direto IPCA+ 2035, por exemplo, terminou o ano com números interessantes, chegando a um ganho de 14,71% em 2018. Este desempenho é bastante superior a outros tipos de investimentos de renda fixa, como a poupança, que ainda hoje é usada como a principal forma de poupar dinheiro dos brasileiros.

Em 2018, a caderneta não foi uma boa escolha para quem desejou obter rendimentos. No total do ano passado, o rendimento da poupança foi de apenas 4,62%. Essa porcentagem não consegue oferecer ganhos quanto comparada ao movimento da inflação do período, que em 2018 foi de 3,92% segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

Dessa forma, a expectativa de especialistas para 2019 é que seja possível encontrar boas opções de renda fixa com rendimentos iguais ou melhores que o Tesouro Direto IPCA, mas também títulos menos vantajosos como a poupança, que não conseguem sempre acompanhar a inflação, o que acaba desvalorizando o dinheiro investido.

Por isso, aumenta a responsabilidade de pesquisar o mercado e analisar o cenário econômico, para encontrar opções que realmente valorizam o dinheiro aplicado.

Melhores investimentos em renda fixa

A expectativa do mercado é que a Taxa Selic permaneça estabilizada, assim como a inflação em 2019. Dessa forma, alguns títulos tradicionais não conseguem mais oferecer rendimentos tão interessantes. Entretanto, ainda é possível encontrar boas alternativas para renda fixa. Veja as melhores:

CDB

Os Certificados de Depósito Bancário (CDB), estão entre as principais alternativas de renda fixa, principalmente, se considerar apenas os títulos privados.

Em julho de 2018, o estoque de CDB atingiu um volume que não era alcançado desde 2009: R$815,5 bilhões. Assim, especialistas indicam que o crescimento da economia pode favorecer a atividade bancária e favorecer a emissão de mais títulos sejam emitidos, valorizando esses investimentos.

Como cada banco é responsável por estabelecer os rendimentos dos seus títulos, é preciso pesquisar para encontrar as melhores opções. A expectativa é que bancos menores ofereçam CDBs com taxas mais interessantes.

LCI e LCA

As Letras de Crédito também merecem destaque quando o assunto é renda fixa. Tanto as LCIs quanto as LCAs podem oferecer bons rendimentos em 2019 e alcançar valorização no mercado financeiro.

Considerando a expectativa de crescimento da economia brasileira, setores como o imobiliário e o agronegócio tendem a se valorizar. Dessa forma, as Letras de Crédito Imobiliário e as Letras de Crédito do Agronegócio podem ser consideradas boas alternativas de títulos de renda fixa.

Outra importante vantagem desses títulos é a isenção do pagamento do Imposto de Renda. O governo entende que esses investimentos são formas de incentivar o crescimento do país e não cobra o imposto sobre essas aplicações.

Tesouro Direto

O Tesouro Direto é o programa do governo federal que disponibiliza a compra e venda de títulos públicos pela internet. Existem vários tipos de títulos, todos emitidos e assegurados pelo governo, que utiliza os títulos para arrecadar fundos para pagamento de outras atividades.

Devido à facilidade de investir e baixo valor exigido, o Tesouro Direto ganha cada vez mais espaço entre os investidores. Segundo dados divulgados pelo próprio site do Tesouro Nacional, em novembro de 2018, o número de investidores ativos do programa chegava a 750.000.



Website: https://artigos.toroinvestimentos.com.br/renda-fixa

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade