0

Uso de máscaras em locais públicos será obrigatório em Paris

Aumento de casos na França fez governo reclassificar 19 regiões

27 ago 2020
08h34
atualizado às 08h56
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O primeiro-ministro da França, Jean Castex, anunciou nesta quinta-feira (27) novas medidas sanitárias para tentar conter a disseminação do novo coronavírus pelo país. A mais importante delas foi a determinação do uso obrigatório de máscaras em locais abertos e públicos da capital, Paris, estendendo a obrigatoriedade já existente para uso da proteção no transporte.

Uso de máscaras será obrigatório em Paris
Uso de máscaras será obrigatório em Paris
Foto: EPA / Ansa

"A Bouches-du-Rhône [região que engloba Marselha], mas também Paris foram classificadas entre os departamentos de circulação ativa do vírus e isso traz consequências. A prefeitura de Paris, por exemplo, estenderá a obrigação do uso de máscaras em toda a capital", disse Castex durante coletiva.

Já o prefeito de Marselha havia anunciado nesta quarta-feira (26) uma série de medidas para conter o avanço da Covid-19, com a obrigatoriedade do uso de máscaras e o fechamento de bares e restaurantes às 23h.

No país, quem desrespeita a obrigação tem que pagar uma multa de 135 euros (cerca de R$ 893).

Além dos dois departamentos citados pelo premier, outros 17 passaram para a "faixa vermelha" de alerta, ou seja, "locais que superaram a média de 50 positivos para cada 100 mil habitantes".

Apesar de destacar que os números estão aumentando, Castex reforçou que os índices estão bem distantes do que os registrados em março, quando eram mil casos para cada 100 mil moradores.

"Novos planos de lockdown locais ou globais estão prontos. O nosso sistema hospitalar está pronto também para uma nova onda de pacientes, em termos de leitos, máscaras, remédios e reanimadores. Mas, o nosso objetivo é fazer todo o possível para evitar um novo lockdown, sobretudo um generalizado, e um novo fluxo maciço de pacientes como já vivenciamos", disse ainda.

Nas últimas três semanas, a França vem registrando uma alta forte no número de contagiados no país desde o fim do isolamento social. Só ontem foram 5.429 casos.

Desde o início da pandemia no país, em fevereiro, houve 291.374 infecções e 30.549 mortes pelos novo coronavírus, segundo dados do Centro Universitário Johns Hopkins. .
   

Veja também:

Os navios gigantescos que a pandemia mandou para o desmanche
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade