PUBLICIDADE

Saúde habilita 1.608 leitos de UTI no Estado de São Paulo

Decisão está publicada no Diário Oficial da União (DOU) e acata determinação do Supremo Tribunal Federal

18 mar 2021 10h44
ver comentários
Publicidade

O Ministério da Saúde autorizou a habilitação de 1.608 leitos de UTI para atendimento de pacientes de covid-19 no Estado de São Paulo. A decisão está publicada no Diário Oficial da União (DOU) e acata determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), que mandou ainda em fevereiro o governo federal a reabrir leitos no Estado.

UTI de hospital em São Paulo em meio à pandemia de coronavírus 
03/06/2020
REUTERS/Amanda Perobelli
UTI de hospital em São Paulo em meio à pandemia de coronavírus 03/06/2020 REUTERS/Amanda Perobelli
Foto: Reuters

Há dias, o governo do Estado de São Paulo vinha cobrando o ministério pela reativação do leitos. A decisão do Supremo foi dada em uma liminar concedida pela ministra da Corte Rosa Weber em ação ajuizada pelos Estados de São Paulo, Maranhão e Bahia para que o governo federal retomasse o custeio de leitos de UTI para covid-19 nos Estados.

Do total autorizado hoje pela pasta da Saúde, 1.600 leitos são para adultos e oito para crianças. As unidades serão reabertas em estabelecimentos hospitalares estaduais e municipais de São Paulo. Para bancar a medida, o ministério vai liberar, em parcelas mensais, o montante de R$ 77,184 milhões.

Assim como em todo o Brasil, vários municípios paulistas vêm sofrendo com a falta de leitos de internação, com decorrente colapso na assistência de saúde, o que tem provocado mortes de pacientes por falta de atendimento.

Mais cedo, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), disse em entrevista à GloboNews que a Prefeitura registrou o primeiro caso de óbito por covid de paciente que morreu sem conseguir atendimento em hospital da rede pública. "A gente, infelizmente, vê colapsando o sistema de Saúde", disse o prefeito.

Estadão
Publicidade
Publicidade