PUBLICIDADE

Navio ancorado no Maranhão registra caso de variante indiana

Secretário de Saúde do Estado afirmou que as seis amostras analisadas pelo Instituto Evandro Chagas confirmaram a nova cepa

20 mai 2021 12h38
| atualizado às 12h45
ver comentários
Publicidade

A Secretaria de Saúde do Maranhão confirmou nesta quinta-feira que os tripulantes do navio MV Shandong da Zhi, diagnosticados com covid-19, tem a variante indiana do coronavírus.

25/03/2020
REUTERS/Dado Ruvic/Foto ilustrativa
25/03/2020 REUTERS/Dado Ruvic/Foto ilustrativa
Foto: Reuters

Em postagem em suas redes sociais, o secretário de Saúde do Estado, Carlos Lula, afirmou que as seis amostras analisadas pelo Instituto Evandro Chagas confirmaram a nova cepa. No entanto, apenas um dos homens, em estado grave, está em São Luís, internado em um hospital privado. Outros dois receberam alta e voltaram ao navio e 14 foram diagnosticados com Covid-19 e permaneceram no navio por estarem com sintomas leves ou estarem assintomáticos.

"Vale lembrar que a equipe que atendeu a tripulação se deslocou por via aérea, foi testada antes e depois da ação e permanece em isolamento. Os demais profissionais em contato com o paciente estão sendo monitorados e testados. Informo, ainda, que já iniciamos a vacinação dos profissionais da área portuária", escreveu Lula em suas redes sociais.

O navio, que navega com bandeira de Hong Kong, mas tem vários tripulantes indianos --inclusive o homem internado em São Luiz--, saiu da África do Sul no dia 21 de abril e chegou ao Maranhão no dia 8 de maio. O navio está ancorado na área de fundeio do porto de São Luiz, foi colocado em quarentena e não recebeu autorização para atracar.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade