PUBLICIDADE

Itália tem maior número de mortes por covid-19 em 6 meses

O número de mortes desta quarta é o maior para um único dia na Itália desde o último dia 28 de maio, quando houve 126 vítimas

1 dez 2021 14h47
| atualizado às 14h55
ver comentários
Publicidade

A Itália registrou nesta quarta-feira, 1, mais 15.085 casos e 103 mortes na pandemia de covid-19, de acordo com boletim do Ministério da Saúde. Com isso, o total de contágios já diagnosticados no país subiu para 5.043.620, enquanto o de óbitos chegou a 133.931.

O número de mortes desta quarta é o maior para um único dia na Itália desde o último dia 28 de maio, quando houve 126 vítimas.

Já a quantidade de casos é também a maior desde 22 de abril. Na data, foram registrados 16.232 novos contágios.

De acordo com o balanço do Ministério da Saúde, a Itália acumula mais de 4,7 milhões de curados e 199.783 casos ativos, maior valor desde 4 de junho (200.192). Até o momento, mais de 84,5% do público-alvo (pessoas a partir de 12 anos) está totalmente vacinado.

Itália tem maior número de mortes por covid-19 em 6 meses
Itália tem maior número de mortes por covid-19 em 6 meses
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

O recrudescimento da pandemia tem deixado o país europeu em alerta e fez o governo do premiê Mario Draghi antecipar para hoje o início da dose de reforço da vacina para todos os adultos.

Além disso, entre 6 de dezembro e 15 de janeiro, pessoas que não tenham se vacinado nem se curado recentemente da Covid não poderão entrar em áreas cobertas de bares e restaurantes, casas noturnas, shows e eventos esportivos.    

Por causa da variante Ômicron, o governo ainda proibiu a entrada de viajantes que tenham transitado por África do Sul, Botsuana, Eswatini, Lesoto, Moçambique, Namíbia e Zimbábue nos 14 dias anteriores à chegada na Itália.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade