PUBLICIDADE

EUA vão liberar turistas totalmente vacinados em novembro

Governo norte-americano ainda vai informar quais imunizantes serão aceitos no país

20 set 2021 11h59
| atualizado às 12h13
ver comentários
Publicidade
Passageiros no Aeroporto Internacional John F. Kennedy, em Nova York
Passageiros no Aeroporto Internacional John F. Kennedy, em Nova York
Foto: ANSA / Ansa

A partir de novembro, os Estados Unidos vão permitir a entrada de turistas internacionais que já tenham sido completamente vacinados contra a covid-19. Segundo o coordenador da Casa Branca para a resposta contra a pandemia, Jeffrey Zients, viajantes estrangeiros precisarão mostrar um comprovante de imunização antes de embarcar em um voo para os EUA.

Além disso, será necessário apresentar resultado negativo em exame para covid-19 realizado no máximo três dias antes da viagem. Já cidadãos norte-americanos não vacinados terão de passar por testes um dia antes do embarque e logo após a chegada.

O governo dos EUA, no entanto, ainda não informou quais vacinas serão aceitas pelas autoridades sanitárias - até o momento, o país utiliza apenas os imunizantes da Biontech/Pfizer, da Janssen e da Moderna.

De acordo com Zients, a definição de "completamente vacinados" será fornecida pelo Centro de Controle de Doenças (CDC).

Atualmente, os EUA proíbem a entrada de estrangeiros que tenham transitado por países como Brasil, Reino Unido ou os Estados-membros da União Europeia nos 14 dias anteriores à chegada.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade