PUBLICIDADE

Coronavírus afeta museus e atividades culturais em São Paulo

Alguns museus ainda seguem parcialmente abertos, assim como as grandes redes de cinema

16 mar 2020 16h00
| atualizado em 17/3/2020 às 15h31
ver comentários
Publicidade

Atualização (17/3): Segundo comunicado oficial, "As Unidades do Sesc, no Estado de São Paulo, permanecerão fechadas, inicialmente, de 17 a 31 de março. A medida foi adotada para prevenir riscos de transmissão direta do Coronavírus (COVID - 19).". 

O alto risco de contágio do Covid-19 levou países como a Itália a adotar medidas de quarentena, a fim de evitar consequências drásticas ao sistema de saúde. No Brasil, após recomendações da OMS (Organização Mundial da Saúde), reiteradas pelo governo do Estado de São Paulo, para evitar aglomerações, os centros culturais da capital suspenderam suas atividades por tempo indeterminado.

Vista do Masp (Museu de Arte de São Paulo), na Avenida Paulista, em São Paulo (SP)
Vista do Masp (Museu de Arte de São Paulo), na Avenida Paulista, em São Paulo (SP)
Foto: Renato S. Cerqueira / Futura Press

O Itaú Cultural, na Avenida Paulista, é um dos exemplos e permanecerá fechado a partir desta terça-feira (17). Segundo nota divulgada à imprensa, “a medida está em consonância com as recomendações feitas neste domingo (15) pelo Governo do Estado de São Paulo – considerando o atual cenário de combate à propagação do novo Coronavírus (Covid-19). A direção do IC continua atuando diariamente e atenta às mudanças de contexto. “

A SP-Arte, uma das maiores feiras artísticas da América Latina que estava marcada para acontecer entre os dias 1º e 5 de abril, foi suspensa e não há previsão para nova data. Locais como o CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil) e a Biblioteca Mário de Andrade anunciaram a paralisação de suas atividades por tempo indeterminado. A Pinacoteca de São Paulo seguirá fechada por 30 dias, a partir desta segunda-feira (16).

Há também locais que adotaram a redução parcial de suas atividades: É o caso do MASP e dos SESCs da capital. No caso do museu, apenas algumas atividades como palestras, oficinas e cursos foram canceladas, mas o local segue aberto normalmente. Nos SESCs foi adotado o fechamento das piscinas, de uso livre para associados, mas os locais seguem abertos normalmente.

Em comunicado oficial, o IMS (Instituto Moreira Salles) afirma que seguirá aberto, mas que adota medidas recomendadas pela OMS como intensificar a higienização em espaços de alto tráfego e superfícies como maçanetas e corrimãos. Além disso, a lotação dos espaços está limitada a 50 pessoas por ambiente, por vez. 

Em relação aos cinemas, pelo menos em São Paulo, apenas o Petra Belas Artes anunciou a suspensão de suas atividades, a partir desta terça-feira (17). As grandes redes como Cinépolis, Cinemark e UCI estão fechadas no Rio de Janeiro por pelo menos 15 dias, devido a decreto do governo do Estado. Em São Paulo, todavia, não há qualquer decisão oficial em relação ao funcionamento das salas, que permanecem funcionando normalmente.

Veja também 

Diário do coronavírus em Wuhan: a história de um casal em quarentena onde tudo começou:

 

Fonte: Equipe portal
Publicidade
Publicidade