PUBLICIDADE

Anvisa aprova uso da CoronaVac para crianças e adolescentes

20 jan 2022 13h06
| atualizado às 13h09
ver comentários
Publicidade

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decidiu aprovar nesta quinta-feira a imunização em caráter emergencial de crianças e adolescentes sem comorbidades entre 6 a 17 anos contra covid-19 com a vacina CoronaVac.

Ampolas da vacina chinesa Coronavac
Ampolas da vacina chinesa Coronavac
Foto: EPA / Ansa - Brasil

A diretoria seguiu a linha da recomendação apresentada pelo gerente-geral de Medicamentos, Gustavo Mendes, de que para esse público-alvo foram apresentados dados que atestam os benefícios dessa imunização, reduzindo a ocorrência de casos graves, internações e mortes.

"A totalidade das evidências científicas disponíveis sugerem que há benefícios e segurança para utilização da vacina na população pediátrica", disse Gustavo, ao destacar que a dosagem da vacina é a mesma que a dos adultos.

A agência concordou parcialmente com o pedido que tinha sido apresentado pelo Instituto Butantan, vinculado ao governo paulista.

O pedido original era para que fossem aplicadas em crianças e adolescentes entre 3 a 17 anos independentemente de terem qualquer tipo de comprometimento da imunidade. Mas a diretoria entendeu que não foram apresentados dados suficientes para garantir segurança para esse público estendido.

A aplicação da CoronaVac será em duas doses, com intervalo de 28 dias.

O gerente da Anvisa disse que, dessa vez, foram apresentados o estudo de fase 3 sobre o desempenho da vacina para crianças liberada no Chile. Em agosto passado, a agência rejeitou o uso do imunizante para o público pediátrico.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade