PUBLICIDADE

Três razões para acreditar que esse mundo pode mudar

Uma veterinária, um gari e um catador de latinhas. Ativistas ambientais inspiram o país e concorrem ao Prêmio Razões para Acreditar

18 nov 2021 22h08
ver comentários
Publicidade

Foto: Arquivo pessoal/José Carlos, catador

Histórias reais que inspiram outras pessoas a mudar o mundo. Essa é a motivação do grupo Razões Para Acreditar, que tem a maior plataforma de conteúdo positivo do país. Criado em 2012, alcança milhões de seguidores nas redes sociais e de leitores que acessam o site mensalmente.

1º Prêmio Razões para Acreditar

O Prêmio Razões para Acreditar foi criado para celebrar as histórias mais inspiradoras, de pessoas comuns,  que passaram pela plataforma em 2021.

A cerimônia de premiação será em formato digital, no dia 07 de dezembro, a partir das 18 horas, com apresentação do ator, diretor e roteirista Fábio Porchat e da empreendedora e ativista Sauanne Bispo. 

Para votar, foi criado um site exclusivo para o prêmio, www.premiorazoes.com, que fica no ar até a véspera do evento (06/12).

Confira a seguir três destas incríveis experiências, de ativistas ambientais anônimos. Eles  concorrem na categoria "Amigo do Meio Ambiente".

Inspire-se!

Refazendo bicos e patas de animais feridos

Uma das histórias é a da veterinária Maria Ângela Panelli, que implanta próteses de resina em bicos e patas de animais feridos. Maria Ângela é especialista em ortopedia animal e realiza esse trabalho em sua clínica, em Barretos (SP), há mais de um ano. A veterinária cria próteses de resina plástica feitas à mão e molda diretamente nos animais, em cirurgias que duram cerca de duas horas.

"A princípio, começamos com o que tem de mais moderno, que é a prótese 3D. Essa não funcionou em maritacas e papagaios, porque a maneira de fixá-la é com resina e parafuso. Passava uma semana e a prótese caía. Então, eu fui experimentando e cheguei nesse modelo, que se chama 'prótese em resina acrílica moldada in loco', ou seja, moldada no momento do ato cirúrgico", explica a veterinária. 

Vigilante, catador e doador de milhares de reais

Outra história finalista é do vigilante e catador de recicláveis José Carlos, que se tornou um exemplo extraordinário de solidariedade e amor ao próximo no município de Cabixi, interior de Rondônia. Há mais de sete anos, ele contribui para o Hospital do Câncer de Porto Velho (RO) e já doou mais de R$ 140 mil - sendo que a última doação chegou a R$ 41,3 mil. Toda a quantia foi arrecadada com a venda de recicláveis.

Tudo começou em 2013, quando o catador teve um problema de saúde e precisou se consultar com um médico cardiologista. O profissional orientou que ele fizesse mais caminhadas, o que acabou virando uma rotina. "No decorrer das caminhadas, eu senti um desejo de ajudar o Hospital do Amor. Como não tenho condições, resolvi juntar latinha", contou José.

Gari Ecológico

O terceiro ativista ambiental finalista na categoria Amigo do Meio Ambiente é o gari paraibano Giorggio Abrantes, que tem uma oficina de reciclagem onde transforma garrafas pet em vassouras e varais. Conhecido nas redes sociais como Gari Ecológico, o paraibano tornou-se um dos maiores exemplos da reciclagem no país.

O canal de Giorggio no YouTube tem mais de 180 mil seguidores e vídeos virais com mais de 2 milhões de visualizações. Tudo começou quando Giorggio enfrentou uma longa e dura luta contra o alcoolismo. Entre as atividades propostas pela clínica de reabilitação, ele acabou conhecendo a reciclagem.

"O bem-estar social e o desenvolvimento socioeconômico do país dependem de um meio ambiente saudável, que continue fornecendo recursos essenciais para a vida, como solo rico em nutrientes, ar puro e água limpa. O cuidado com a natureza e a biodiversidade precisa ser um compromisso de empresas, governos, academia e também de cada um de nós. As histórias da Maria Ângela, do José Carlos e do Giorggio são exemplo e inspiração para todos nós. Somando atitudes individuais podemos fazer uma grande diferença para o planeta", afirma Omar Rodrigues, gerente sênior de Engajamento, Relações Institucionais e Impacto Social da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, instituição que apoia a categoria 'Amigo do Meio Ambiente'.

Foto: Climatempo
Climatempo
Publicidade
Publicidade