0

Próximas madrugadas serão frias em São Paulo

Capital paulista pode bater recorde de temperatura mínima do ano

16 abr 2018
15h32
atualizado às 16h35
  • separator
  • comentários

O vento frio e úmido de origem polar ainda está soprando moderado sobre São Paulo deixando as temperaturas amenas. A expectativa é que as próximas madrugadas sejam as mais frias do ano até agora na cidade de São Paulo. 

Capital paulista pode bater recorde 

Uma grande massa polar está no oceano e seus ventos continuam trazendo umidade para todo o leste do estado de São Paulo. A terça-feira (17) vai amanhecer com temperatura baixa ainda em áreas litorâneas, municípios do leste e sul do estado e na região metropolitana. Há condições para névoa e até nevoeiro

O friozinho na madrugada vai persistir também na quarta-feira (18). Um novo recorde de mínima pode ocorrer na capital paulista nesta terça e na quarta. O recorde de temperatura mínima atual é de 16,5°C, registrado em oito de janeiro pelo Instituto Nacional de Meteorologia (INMET).  

Foto: Foto: Beatriz dos Santos. São Paulo/SP. / Climatempo

Amanhecer ameno no interior 

Os ventos moderados da massa polar também conseguem chegar ao centro-oeste de São Paulo. Municípios como Bauru e Presidente Prudente terão temperaturas amenas nas próximas madrugadas. Embora o friozinho seja sentido a noite e ao amanhecer, com a presença do sol forte, as tardes ficam quentes.

A semana vai seguir com predomínio de tempo seco em quase todo o interior paulista. Apenas o noroeste do estado pode ter algumas pancadas de chuva entre esta terça e quarta-feira. 

Chuva diminui no litoral 

A chuva já está perdendo força no litoral paulista, depois de um fim de semana de grandes acumulados e novos alagamentos e transtornos. A infiltração marítima ainda deixa o tempo úmido e o céu com bastante nebulosidade nos próximos dois dias, porém não há mais alerta para chuva forte. Há chance de chuva fraca e já ocorrem aberturas de sol nesta terça-feira. 

Confira abaixo os maiores volumes de chuva registrados no litoral entre domingo e esta segunda-feira (16) pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais CEMADEN: 

Foto: Climatempo

 

Climatempo

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade