PUBLICIDADE

Minas Gerais é o estado com maior focos de queimadas em setembro

Um novo foco surge a cada quase 2 minutos.

18 set 2021 15h31
| atualizado às 16h00
ver comentários
Publicidade

Foto: iStock

Minas Gerais enfrenta uma longa estiagem com altíssimas temperaturas, além disso, convive com fumaça e focos de incêndio incontroláveis. 

Em setembro, Minas Gerias libera o estado com maior focos de queimadas do Brasil

Nestes primeiros17 dias de setembro de 2021, de acordo com o satélite de referência (AQUA_M-T) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), houve 3681 focos de queimadas em Minas Gerais. Este é o estado com o maior número de focos de queimadas do Brasil (entre os dias 01 e 17 de setembro) e representa 13,1% de todas as queimadas que assolam e devastam nosso país. 

Durante todo o ano, é o 4º estado no ranking nacional

Se olharmos para todo o ano de 2021, o estado já soma 8341 focos, o 4º estado com o maior número de focos de queimadas. Fica atrás de Mato Grosso, Pará e Amazonas.

Dentro do estado de Minas Gerais, Uberlândia é a cidade com maior número de queimadas, 173 focos; seguido por Paracatu, com 162 focos. Durante todo o ano de 2020, o número total de queimadas no estado mineiro foi de 8737 focos. 

Um novo foco a cada quase 2 minutos

No dia 16 de setembro de 2021, o estado registrou 779 focos, isso significa que a cada, aproximadamente, 2 minutos, um novo foco de queimada surgia em Minas Gerais. 

As queimadas já destruíram áreas grandes de diversos Parques Estaduais com biomas e faunas nativas. Setembro costuma ser o pior mês e infelizmente não há previsão de chuva significativa e distribuída pelos próximos 15 dias.

Chuva só em outubro

O cenário de retorno da chuva e, consequentemente, solo mais úmido e diminuição nos focos de queimadas deve acontecer com a chegada das primeiras chuvas da primavera, prevista para outubro. 

Climatempo
Publicidade
Publicidade