0

Belo Horizonte fica mais seca e quente nos próximos dias

Capital mineira foi a mais seca entre as capitais na quarta-feira. Total de chuva em janeiro está perto da média. Saiba quando a chuva voltará a aumentar.

20 jan 2021
22h35
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Belo Horizonte foi a capital mais seca do Brasil na quarta-feira, 20 de janeiro. Pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia, na estação meteorológica de Santo Agostinho, a umidade relativa do ar às 15 horas em Belo Horizonte foi de 32%, com temperatura máxima de 29,5°C. Mas na estação automática da Pampulha, o menor nível de umidade no ar chegou aos 25% e temperatura chegou a 30,4°C.

A última chuva registrada na região de Belo Horizonte foi entre os dias 15 e 16 de janeiro. De lá para cá, a capital mineira teve dias com muito sol e calor,  mas quase nada de chuva.

A capital mineira sentiu vários temporais na primeira quinzena de janeiro de 2021 e, na ponta do lápis, o total de chuva acumulado este mês já está muito próximo da média climatológica. Entre os dias 1 e 20 de janeiro de 2021, a estação meteorológica de Santo Agostinho acumulou 303,4 mm, mas só choveu até o dia 16. Esse total corresponde a 92% da média climatológica de chuva para janeiro em Belo Horizonte, que é de 329 mm.

Por que o tempo secou?

Desde o dia 18 de janeiro, um vórtice ciclônico em altos níveis (VCAN) se deslocou para a Região Sudeste do Brasil reduzindo as áreas de instabilidade sobre Minas Gerais, Espírito Santo e também sobre o estado do Rio de Janeiro. As pancadas de chuva ficaram escassas em todas as regiões mineiras, o que deixou o ar mais seco. Com a diminuição da chuva e da nebulosidade, e também sol tem aparecido forte por mais horas  fazendo a temperatura subir.

Mas além disso, a última frente fria que chegou a Região Sudeste, não teve força para passar do litoral paulista e por isso não teve influência na região da grande Belo Horizonte.

Janeiro 2021 x janeiro 2020

O fato de não está chovendo tanto em janeiro de 2021 como em janeiro de 2020, não significa que alguma coisa errada está acontecendo com o clima na capital mineira. As configurações atmosféricas em janeiro de 2021 estão completamente diferentes do que foi observado em janeiro de 2020. 

Janeiro de 2020 deu a Belo Horizonte a maior quantidade de precipitação já observada em um mês na capital mineira. o Instituto Nacional de Meteorologia registrou inacreditáveis 934,7 mm acumulados em 31 dias, mais de três vezes a média de chuva climatológica para janeiro, que é de aproximadamente 329 mm. 

Este ano, a configuração média dos ventos nos altos níveis da atmosfera e o padrão de temperatura dos oceanos Pacífico e Atlântico Sul não estão favoráveis a formação e permanência de corredores de umidade tão fortes como os que foram observados em janeiro de 2020.

Previsão para os próximos dias

Até o dia 25 de janeiro de 2021, a região da Grande Belo Horizonte terá muito sol, bastante calor, mas pouca chuva.

Uma massa de ar seco ganhou força sobre a Região Sudeste diminuindo a ocorrência de chuva em todos os estados. Com o ar mais seco vai ficar mais difícil o desenvolvimento das grandes nuvens e também de áreas de instabilidade também sobre o estado de Minas Gerais.

De forma geral, todas as regiões de Minas Gerais terão dias com sol,  calor e pouca chuva até próxima segunda-feira , 25 de janeiro. Mas as condições para pancadas de chuva devem aumentar novamente na última semana do mês.

Veja também:

Previsão Brasil - Quarta-feira de chuva no BR
Climatempo
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade