0

Terraplanista morre em lançamento de foguete caseiro nos EUA

Mike Hughes construiu nave em casa para explorar espaço; lançamento e queda foram filmados para documentário

23 fev 2020
18h40
atualizado às 23h55
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O americano Mike Hughes, de 64 anos, um defensor de que a Terra é plana, morreu neste sábado, 22, ao despencar no chão instantes depois de que o foguete caseiro em que viajava fora lançado no deserto da Califórnia, nos Estados Unidos. A morte foi informada neste domingo pelos meios de comunicação locais. A cena de lançamento do foguete faria parte do programa Homemade Astronauts, que estreará este ano na Science Channel, da Discovery.

O acidente com Hughes, um engenheiro autodidata que recebia o apelido de "Mike, o louco", foi gravado em um vídeo, que captou o momento em que o foguete é lançado. Nas imagens, é possível observar que um paraquedas surge do foguete alguns segundos após a decolagem. Em seguida, a nave muda imediatamente de rumo e cai algumas centenas de metros adiante.

Segundo a Discovery, Hughes, defensor de que a Terra é plana, havia construído um foguete que funcionava a vapor para ser lançado a 1,5 mil metros de altura, como "primeiro passo em direção a metas mais ambiciosas de exploração espacial". Ele recebeu patrocínio de várias marcas para fabricar a nave e tinha a intenção de demonstrar que a Terra não é redonda, mas "tem a forma de um disco voador".

"Foi sempre o sonho dele fazer este lançamento, e o Science Channel estava lá para documentar a viagem", disse a Discovery. "Nossos pensamentos e orações estão com sua família e amigos neste momento difícil", lamentou a produtora.

Momento de lançamento do foguete

(Atenção: as imagens são fortes)

O objetivo em longo prazo de Hughes era desenvolver um projétil que o lançasse a quase 100 quilômetros de altura, onde a atmosfera terrestre entra em contato com o espaço exterior, disse a produtora.

Em um comunicado, o condado de San Bernardino informou que agentes atenderam, no sábado à tarde, a uma ocorrência relativa a um acidente fatal com um foguete na pista 247 em Barstow, na Califórnia. As autoridades não identificaram Hughes na nota oficial e se limitaram a confirmar que houve uma morte durante a operação de lançamento.

Em 2018, Hughes conseguiu se lançar com um foguete caseiro a 571,5 metros de altura sobre o deserto de Mojave (Califórnia). Naquela ocasião, não teve problemas para voltar ao solo porque o paraquedas funcionou.

O que é o terraplanismo?

Ao longo dos séculos, a teoria terraplanista sempre esteve presente de forma tímida. Só em 1956 com a fundação da Sociedade da Terra Plana, pelo britânico Samuel Shenton, a ideia ganhou forma. O grupo terraplanista crescia de forma pouco expressiva e estava quase minguando quando a internet (e mais notadamente as redes sociais) deram uma sobrevida à teoria - que hoje é quase uma bandeira política, anti-intelectualismo, contra o establishment e com pendor conspiracionista.

Basicamente, os terraplanistas consideram que a superfície da Terra é plana, que a Terra está parada (não se move), o Sol e a Lua seriam menores e mais próximos do que os cientistas dizem (e o Sol e a Lua se moveriam em seus próprios padrões).

Tem mais: a Terra seria achatada, um disco redondo de proporções indefinidas (o Polo Norte estaria no centro desse disco). As bordas da Terra seriam formadas por gelo - e isso seria a Antártida. Além disso, o que entendemos por circum-navegação seria apenas uma voltinha ao redor do Polo Norte.

No Brasil, o fenômeno terraplanista também vem ganhando força. Embora não tenha se declarado um seguidor, o guru do presidente Jair Bolsonaro, o escritor Olavo de Carvalho, já demonstrou em suas redes certa simpatia pelo movimento. /EFE e AFP

Veja também:

Investidores internacionais pedem resultados contra desmatamento
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade