PUBLICIDADE

Arqueólogos encontram múmia que passou por cirurgia cerebral

No crânio da múmia, está um buraco que mede cerca de 5 centímetros de diâmetro

4 fev 2015 13h58
| atualizado às 14h03
ver comentários
Publicidade
Especialistas garantem que o buraco é relacionado a uma forma primitiva de craniotomia
Especialistas garantem que o buraco é relacionado a uma forma primitiva de craniotomia
Foto: Daily Mail / Reprodução

Um grupo de arqueólogos encontrou uma múmia chinesa que, aparentemente, sofreu uma espécie de cirurgia cerebral há 3.600 anos. As informações são do Daily Mail.

Segundo a publicação, a múmia foi encontrada em uma das Tumbas de Xiaohe, um complexo arqueológico, localizado no deserto de Taklamakan, na China. No crânio da múmia, está um buraco que mede cerca de 5 centímetros de diâmetro. 

Os especialistas garantem que o buraco é relacionado a uma forma primitiva de craniotomia - uma operação que envolve a remoção temporária de uma parte do crânio, para que os cirurgiões tenham acesso ao cérebro.

De acordo com o Daily Mail, as amostras mais antigas de crânios com perfurações são datadas de 6.500 a.C. e foram encontradas na França. Sabe-se que esse tipo de cirurgia também era comum entre os antigos egípcios, chineses, indianos, romanos, gregos e as primeiras civilizações da América Central.

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade