0

Nasa lança primeira missão espacial tripulada em 9 anos

Lançamento deveria ter ocorrido na quarta-feira, mas mau tempo na Flórida provocou adiamento

30 mai 2020
05h10
atualizado às 08h52
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A Nasa lança neste sábado, 30, a primeira missão espacial tripulada em nove anos. O foguete Falcon 9 da SpaceX, empresa aeronáutica que pertence ao bilionário Elon Musk, levará os astronautas Bob Behnken e Doug Hurley à Estação Espacial Internacional. A dupla estará a bordo da recém-projetada capsula Crew Dragon.

O lançamento deveria ter ocorrido na quarta-feira, 27, mas houve um adiamento por causa do mau tempo na Flórida, onde fica o Centro Espacial Kennedy. A contagem regressiva foi interrompida menos de 17 minutos antes de o foguete decolar, com os astronautas prestes a passar 19 horas viajando. O presidente Donald Trump, sua esposa, Melania, o vice-presidente, Mike Pence e o chefe da Nasa, Jim Bridenstine, estavam presentes no local.

26/05/2020
 REUTERS/Steve Nesius
26/05/2020 REUTERS/Steve Nesius
Foto: Reuters

O que a agência espacial americana pretende é, aliada à empresa aeronáutica Boeing e à Space X - para a qual concedeu US$ 3,1 bilhões com o objetivo de desenvolver cápsulas especiais -, estimular o mercado comercial de viagens para fora da Terra. Na semana passada, Hurley disse que estava trabalhando nesse programa há cinco anos, diariamente.

O lançamento deste sábado marca a primeira vez em que uma empresa privada participa de um lançamento espacial em território americano. Desde 2011, é a Rússia quem tem transportado os astronautas da Nasa ao espaço, por meio da espaçonave Soyuz. É que a agência espacial americana decidiu aposentar os ônibus espaciais em 2011. A decisão foi tomada após o acidente com a nave Columbia oito anos antes.

A SpaceX testou com sucesso a Crew Dragon sem astronautas no ano passado, na sua primeira missão à estação espacial. O veículo acabou destruído no mês seguinte durante um teste em solo quando uma das válvulas do sistema de emergência explodiu. O caso levou a uma investigação que se estendeu por nove meses e foi encerrada em janeiro.

Projeto ousado enfrenta teste

A Space Exploration Technologies, SpaceX, é vista nos Estados Unidos como uma improvável história de sucesso no empreendedorismo. Elon Musk contrariou alertas de pessoas próximas, que falavam sobre a falta de experiência dele na área, e investiu US$ 100 milhões na sua ideia. Dezoito anos depois, a empresa tem 7 mil funcionários e enfrenta o seu maior teste.

Antes de chegar ao patamar de formar uma parceria com a Nasa, a SpaceX enfrentou dificuldades nos seus primeiros anos. Três lançamentos consecutivos não chegaram à órbita, impondo prejuízo financeiro significativo a Musk. Quando o quarto lançamento, em 2008, conseguiu colocar um satélite de mentira no espaço, a empresa se aproximou rapidamente da agência americana, para quem passou a transportar suprimentos para a estação espacial internacional.

Parte do sucesso da empresa pode ser atribuído à mentalidade de reaproveitamento de partes de foguetes, que antes eram descartados após um único uso. Agora, depois do lançamento, eles voltam a pousar, gerando uma economia significativa para a SpaceX. / AFP e Reuters

Veja também:

Como usar uma máscara facial corretamente
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade