0

STJ nega pedido para ex-presidente conceder entrevistas dentro da prisão

19 jul 2018
20h37
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O presidente em exercício do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Humberto Martins, rejeitou nesta quinta-feira mais um pedido para que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pudesse conceder entrevistas de dentro da prisão, em Curitiba.

Ciro Gomes discursa durante lançamento de sua pré-candidatura à Presidência da República pelo PDT, em março
09/03/2018
REUTERS/Adriano Machado
Ciro Gomes discursa durante lançamento de sua pré-candidatura à Presidência da República pelo PDT, em março 09/03/2018 REUTERS/Adriano Machado
Foto: Reuters

O petista --que lidera as pesquisas de intenção de voto ao Palácio do Planalto-- já teve pedido com teor semelhante rejeitado por instância inferior da Justiça.

Lula está preso desde abril deste ano cumprindo pena no processo do tríplex do Guarujá (SP) a que foi condenado pelo Tribunal Regional Federal da Quarta Região (TRF-4) por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Nesta quinta, o ex-presidente afirmou em artigo que a decisão da Justiça de impedi-lo de dar entrevistas ou gravar vídeos é uma tentativa de silenciá-lo durante a campanha eleitoral.

"Parece que não bastou me prender. Querem me calar", afirmou Lula no artigo publicado no jornal Folha de S.Paulo.

"Aqueles que não querem que eu fale, o que vocês temem que eu diga? O que está acontecendo hoje com o povo? Não querem que eu discuta soluções para este país? Depois de anos me caluniando, não querem que eu tenha o direito de falar em minha defesa?", acrescentou.

O pedido apresentado ao STJ foi feito pelo advogado Ricardo Luiz Ferreira que, apesar de não possuir procuração nos autos para defender o ex-presidente, considerou que Lula se vê ameaçado de sofrer constrangimento por não poder conceder entrevistas.

Veja também:

Motociclista morre ao se envolver em batida com ônibus na BR 277, em Cascavel
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade