PUBLICIDADE

Triplex do Guarujá, pivô de processo contra Lula, será sorteado neste sábado

Após arrematar o imóvel em um leilão e disponibilizá-lo para aluguel, o empresário Fernando Gontijo decidiu rifá-lo em uma plataforma online

26 mai 2022 09h47
| atualizado às 13h14
ver comentários
Publicidade
Edifício Solaris na Praia de Astúrias no Guarujá será sorteado no sábado
Edifício Solaris na Praia de Astúrias no Guarujá será sorteado no sábado
Foto: Nilton Fukuda/Estadão

O imóvel que se tornou peça-chave para a primeira condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no âmbito da Operação Lava Jato será sorteado no próximo sábado, 28. Após arrematar o triplex do Guarujá em um leilão em 2018, o empresário Fernando Gontijo decidiu rifar o imóvel na internet mediante uma assinatura mensal de R$ 19,99.

Gontijo arrematou o triplex 164-A em 2018 em um leilão pelo valor mínimo estipulado no edital, de R$ 2,2 milhões. O lance do empresário foi o único a ser oficializado. Em abril deste ano, o apartamento chegou a ficar disponível para aluguel na plataforma AirBnb e, agora, deve mudar de dono.

Ao Estadão, o empresário afirmou, em dezembro do ano passado, ter fechado parceria com a plataforma Pancadão para fazer uma campanha promocional com o sorteio de diversos itens — como automóveis e TVs —, sendo que o prêmio máximo será o triplex. O sorteio será mediado pela Loteria Federal.

Caso Triplex

 

De propriedade atribuída ao ex-presidente Lula, o triplex do Guarujá levou à condenação do petista a nove anos e seis meses de prisão em julho de 2017. A sentença foi anulada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que não reconheceu a competência da 13ª Vara Federal de Curitiba para os processos envolvendo o ex-presidente. O Ministério Público Federal reconheceu a prescrição do caso e se manifestou à Justiça Federal de Brasília pelo arquivamento da ação contra o petista.

Estadão
Publicidade
Publicidade