0

Patriota deixa cargo e critica diplomata que ajudou fuga de senador boliviano

28 ago 2013
11h57
atualizado às 16h03
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O ex-ministro das Relações Exteriores Antonio Patriota criticou nesta quarta-feira a atitude "sem instruções" do diplomata brasileiro Eduardo Saboia, que trabalhava na embaixada do País em La Paz, na Bolívia, e ajudou o senador boliviano Roger Pinto Molina a fugir para o Brasil. "Durante o período em que (o senador Molina) esteve asilado, o governo respeitou a soberania boliviana sem deixar de buscar solução negociada e sólida que garantisse o trânsito seguro. A atuação independente de servidor em La Paz, sem instruções, representa conduta que não pode voltar a ocorrer", disse Patriota.

Patriota se despede do cargo de chanceler
Patriota se despede do cargo de chanceler
Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil

"O governo brasileiro agiu sempre em respeito à soberania boliviana", afirmou ele, que passou a liderança da pasta ao embaixador Luiz Alberto Figueiredo. Patriota elogiou seu substituto: "não poderia haver melhor escolha para substituir-me do que o embaixador Luiz Alberto Figueiredo Machado".

O ex-ministro agradeceu à presidente Dilma Rousseff pela oportunidade de chefiar o Ministério das Relações Exteriores. "Senhora presidente, não há honra maior para um diplomata de carreira do que servir como chanceler. Serei eternamente grato pela oportunidade", disse.

No cargo de chanceler desde o início do governo Dilma,Patriota já havia ocupado o cargo de secretário-geral, ou número dois do ministério, ainda no governo Lula. Ele já havia ocupado o cargo de embaixador brasileiro em Washington entre 2007 e 2009. Carioca, 59 anos, o ex-ministro de Estado é diplomata desde 1979 e já atuou em organismos multilaterais como, por exemplo, no cargo de representante junto à Organização Mundial do Comércio (OMC). 

Veja também:

Trump exige prisão de manifestantes; países rivais acusam EUA de 'hipocrisia'
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade