PUBLICIDADE

Manifestantes pró-Bolsonaro protestam contra governadores

Grupo se aglomera neste domingo, 19, em frente ao Congresso Nacional, em Brasília

19 jul 2020 12h21
| atualizado às 12h25
ver comentários
Publicidade

Um grupo de manifestantes se aglomera neste domingo, 19, em frente ao Congresso Nacional, em apoio ao presidente Jair Bolsonaro e contra os governadores. A Polícia Militar não tem divulgado levantamento sobre a quantidade de manifestantes em atos que acontecem em Brasília.

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro durante manifestação na Praça do Três Poderes, na cidade de Brasília
Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro durante manifestação na Praça do Três Poderes, na cidade de Brasília
Foto: Cláudio Marques / Futura Press

O grupo, marcado pela presença de religiosos, critica os governos estaduais pelas quarentenas, fechamento dos comércios e não apoio ao uso da cloroquina no tratamento contra a covid-19, como defende Bolsonaro desde o início da pandemia. Eles carregam cruzes, para simbolizar cada um dos Estados do País e o Distrito Federal.

Muitos manifestantes ignoram a recomendação básica de uso de máscaras, como orienta o Ministério da Saúde.

Diferentemente do que se viu em atos anteriores realizados em Brasília, a aglomeração não é marcada por protestos pelo fechamento do Supremo Tribunal Federal (STF) ou do Congresso.

No Twitter, o deputado Eduardo Bolsonaro (Republicanos-SP) escreveu que ocorre, na Esplanada dos Ministérios, uma "concentração para manifestação popular, sem pão com mortadela".

Bolsonaro, que está com covid-19 e permanece no Palácio da Alvorada, disse ontem que não poderia comparecer ao ato, para "não dar mau exemplo". O presidente voltou a dizer que os Estados são responsáveis pela crise, porque estão "deixando a economia se esfacelar".

O presidente também voltou a criticar a resistência dos Estados sobre o uso da cloroquina, apesar de os estudos médicos realizados até agora não demonstrarem benefício no uso da substância, mas sim efeitos colaterais para seus usuários.

Estadão
Publicidade
Publicidade