PUBLICIDADE

Maia diz que respeita decisão do STF sobre Ramagem

29 abr 2020 15h09
| atualizado às 15h12
ver comentários
Publicidade

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que respeita a decisão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, que barrou a indicação do Palácio do Planalto de Alexandre Ramagem para a direção-geral da Polícia Federal.

Rodrigo Maia durante sessão no Congresso 3/2/2018 REUTERS/Adriano Machado
Rodrigo Maia durante sessão no Congresso 3/2/2018 REUTERS/Adriano Machado
Foto: Reuters

"Decisão dos ministros do STF nós respeitamos. Não cabe a mim ficar discutindo, certamente ela está baseada em fatos", disse.

Após a decisão do STF, o presidente Bolsonaro anulou a nomeação de Ramagem e tornou sem efeito a exoneração dele da Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

A decisão do STF foi em resposta a ação apresentada pelo PDT, que acusava o Planalto de abuso de desvio de finalidade. A posse estava marcada para às 15h desta quarta, 29. A Advocacia-Geral da União disse que está "avaliando procedimentos cabíveis" para contornar a liminar.

De acordo com Moraes, as declarações do ex-ministro da Justiça Sérgio Moro sobre tentativa de interferências na autonomia da corporação, a divulgação de mensagens trocadas com o ex-ministro e a abertura do inquérito no próprio Supremo para investigar as acusações motivam a necessidade de impedir a posse de Ramagem.

Estadão
Publicidade
Publicidade