PUBLICIDADE

Política

Lula reúne ministros para churrasco no Alvorada após tensão com Marina Silva

Presidente retoma pela primeira vez no mandato a prática de gestões passadas de reunir subordinados em ambientes informais para 'entrosar a equipe

26 mai 2023 - 19h18
(atualizado às 20h57)
Compartilhar
Exibir comentários
O presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva - 2/5/2023
O presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva - 2/5/2023
Foto: Reuters/Ueslei Marcelino

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) convidou parte dos ministros que compõem o governo para um churrasco no Palácio da Alvorada, residência oficial, nesta sexta-feira, 26. A confraternização foi pensada por Lula após uma dura semana marcada por derrotas no Congresso e disputas internas dentro do governo.

O presidente, porém, optou por convidar apenas alguns nomes dos 37 integrantes do primeiro escalão do governo. Dentre os selecionados estão aqueles com maior proximidade a Lula e que despacham diariamente com ele, como o ministro da Secretaria de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, e o ministro das Comunicações, Paulo Pimenta.

O churrasco repete uma prática frequente dos mandatos anteriores de Lula, que era a reunião de seus subordinados em contextos mais leves para "entrosar" a equipe. Na primeira passagem do petista pelo Planalto, eram comuns as peladas de futebol entre ministros na Granja do Torta.

Em seus mandatos anteriores, Lula também costumava jantar com seus aliados e até mesmo com alguns opositores para fazer as costuras políticas sem a pressão inerente aos gabinetes de Brasília. Essas práticas ainda não tinham sido trazidas para a atual gestão.

Como mostrou o Estadão, Lula está blindado pelos seus ministros da articulação política e tem se distanciado do "corpo a corpo" da política. O presidente tem concentrado sua agenda em temas maiores e mais distantes do varejo da negociação com o congresso, como as costuras geopolíticas e as reuniões com os chefes de poderes.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade