PUBLICIDADE

Política

Lula pede maior participação dos ministros em reuniões e cobra atitude de chefe da Secretaria-Geral

Presidente deu ‘sermão’ durante encontro do CIISC

10 jul 2024 - 21h25
(atualizado às 23h53)
Compartilhar
Exibir comentários
Lula participação de encontro do CIISC
Lula participação de encontro do CIISC
Foto: TON MOLINA

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pediu maior participação dos ministros nas reuniões em Brasília. O ‘sermão’ foi dado durante encontro do Comitê Interministerial para Inclusão Social e Econômica dos Catadores de Materiais Reutilizáveis e Recicláveis (CIISC) e direcionado a Márcio Macêdo, chefe da Secretaria-Geral da Presidência.

No evento, Lula assinou a Lei de Incentivo à Reciclagem, que estabelece incentivos fiscais e benefícios para o segmento. Por meio de medidas de incentivos e parcerias, o pacote chega a um total de R$ 425,5 milhões.

“Tudo isso tem que ter um acompanhamento sistemático, Márcio. Mensalmente você tem que saber o que está acontecendo. É importante que o que aprovamos aconteça em sua plenitude”, iniciou o presidente.

Ao mandar o recado para Macêdo, Lula alfinetou o nome escolhido para o comitê e demonstrou preocupação com a ausência de alguns ministros em reuniões.

“É preciso que você assuma a responsabilidade desse tal de CIISC. Eu nunca vi uma sigla chamada CIISC. Eu tenho muita preocupação. A gente cria muita reunião ministerial. Eu sou informado das reuniões e nem todos os ministros participam. Às vezes, participam da primeira e depois mandam um segundo colocado”, continuou. 

Ainda se referindo ao chefe da Secretaria-Geral, o presidente reforçou a responsabilidade de garantir que os ministros estejam cientes dos encontros, e não apenas mandar mensagens por WhatsApp.

“Todos os ministros têm que participar. E você tem a responsabilidade de pegar o telefone e ligar para cada ministro. Muitas vezes, a gente acha que está todo mundo ligado no Zap e passa uma mensagem. Nem sempre todo mundo vê. É importante pegar o telefone e ligar pra pessoa”, completou.

Essa não é a primeira vez que Lula demonstra incômodo com Macêdo. Em ato do 1º de maio, o presidente afirmou publicamente ter reclamado com o chefe da Secretaria-Geral de o “ato ter sido mal convocado”.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade