0

Odebrecht é condenado a 19 anos por lavagem e corrupção

8 mar 2016
13h03
atualizado às 13h06
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Marcelo Odebrecht, presidente da holding que administra a empreiteira Odebrecht, durante depoimento na CPI da Petrobras em Curitiba (PR)
Marcelo Odebrecht, presidente da holding que administra a empreiteira Odebrecht, durante depoimento na CPI da Petrobras em Curitiba (PR)
Foto: Rodrigo Félix Leal / Futura Press

O juiz Sérgio Moro condenou nesta terça-feira (8) o empresário Marcelo Odebrecht a 19 anos e quatro meses de prisão por crimes de corrupção passiva, associação criminosa e lavagem de dinheiro. Os crimes estão relacionados ao esquema de desvios de recursos da Petrobras investigados pela Operação Lava Jato.

“Entre os crimes de corrupção, de lavagem e de associação criminosa, há concurso material, motivo pelo qual as penas somadas chegam a dezenove anos e quatro meses de reclusão, que reputo definitivas para Marcelo Bahia Odebrecht", diz o juiz Sérgio Moro em sua sentença.

Foram condenados ainda os executivos da construtora Márcio Faria da Silva, Rogério Santos de Araújo, Cesar Ramos Rocha e Alexandrino de Salles Ramos de Alencar; e os ex-diretores da Petrobras, Renato Duque, Paulo Roberto Costa e Pedro Barusco, além do doleiro Alberto Youssef. Paulo Roberto Costa e Alberto Youssef tiveram as penas abreviadas por terem firmado acordo de delação premiada.

 

Veja também:

Bolsonaro já admitiu que Wassef era seu advogado
Agência Brasil Agência Brasil
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade