1 evento ao vivo

Confira reações à decretação da prisão de Lula

5 abr 2018
19h03
atualizado às 20h02
  • separator
  • 0
  • comentários

O juiz federal Sérgio Moro determinou nesta quinta-feira a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso do tríplex no Guarujá, litoral de São Paulo.

Foto: Reuters

O ex-presidente foi condenado a 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Confira, a seguir, reações de parlamentares e políticos:

PAULO TEIXEIRA (PT-SP), VICE-LÍDER DA MINORIA NA CÂMARA DOS DEPUTADOS:

"O juiz parcial e arbitrário Sérgio Moro, símbolo maior do estado de exceção, acaba de decretar a prisão do ex-presidente Lula, antes da conclusão dos recursos no TRF-4. Resistiremos!"

RODRIGO GARCIA (SP), LÍDER DO DEM NA CÂMARA DOS DEPUTADOS:

"A decisão do juiz Sérgio Moro segue a lei. Nós estamos num Estado Democrático de Direito. O ex-presidente Lula teve direito à sua defesa, usou todos os recursos estabelecidos no Código Penal e foi condenado. Por isso espero que ele se apresente conforme a determinação do juiz Sérgio Moro."

HUMBERTO COSTA (PT-CE), LÍDER DA MINORIA NO SENADO:

"Esse mandado de prisão expedido de forma absolutamente açodada é mais um declarado abuso nessa caçada política implacável contra Lula. É um escândalo, que envergonha o Brasil."

ROBERTO JEFFERSON, PRESIDENTE NACIONAL DO PTB:

"Moro ainda foi bonzinho. Nem mandou algum japonês bater na porta de Lula às 6h da manhã."

RONALDO CAIADO (GO), LÍDER DO DEM NO SENADO:

"Tudo pronto para a prisão do condenado por corrupção. Moro dá a Lula a oportunidade de se apresentar voluntariamente até amanhã, 17h, na Polícia Federal de Curitiba. Moro determina prisão de Lula para cumprir pena no caso do tríplex em Guarujá."

Veja também:

"Se cometi um crime, vocês saberão me julgar melhor do que eles"

 

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade