0

Ibope/MG: Anastasia oscila para 33%, Pimentel vai a 22% e Zema tem 10%

2 out 2018
20h43
  • separator
  • 0
  • comentários

Os candidatos ao governo de Minas Gerais Antonio Anastasia (PSDB) e Fernando Pimentel (PT), atual governador que tenta a reeleição, oscilaram dentro da margem de erro, de acordo com pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira, 2. O cenário polarizado vai indicando segundo turno entre os dois postulantes.

Anastasia oscilou para 33% das intenções de voto, dois pontos porcentuais a menos que o levantamento do dia 27 de setembro. Já Fernando Pimentel, atual governador, saiu de 21% para 22%. Em um eventual segundo turno entre os dois, o candidato do PSDB teria 43%, enquanto o petista vem com 27%.

"A liderança não me acomoda. Nessa reta final do primeiro turno vou continuar levando a todos os mineiros e mineiras meu plano para reconstrução de Minas", disse o tucano, por meio de sua assessoria de imprensa. A campanha de Pimentel afirmou que não comenta pesquisas.

A terceira colocação do Ibope segue com Romeu Zema (Novo) que saiu de 8% para 10%. Adaclever Lopes (MDB), vem em seguida, com 4%, um ponto a mais do que a última pesquisa. João Batista Mares Guia (Rede) continuou com 2% das intenções de voto.

Dirlene Marques (PSOL), Claudiney Dulim (Avante), Alexandre Flach (PCO) e Jordano Metalúrgico (PSTU) tiveram 1%. Os entrevistados que disseram votar em branco ou nulo foram 16% e 9% afirmaram não saber em quem votarão.

O Ibope também indicou que Pimentel segue como o candidato com maior índice de rejeição, com 37%, enquanto Anastasia tem 25%. Além disso, 62% dos entrevistados disseram que a gestão do petista é "ruim" ou "péssima".

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e tem margem de erro de 2 pontos porcentuais. Foram ouvidos 2002 eleitores de 115 municípios, entre 29 de setembro e 1º de outubro. O registro no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG) é MG-00237/2018, e o protocolo no Tribunal Superior Eleitoral é BR-06565/2018.

Senado

A ex-presidente Dilma Rousseff, candidata ao Senado pelo PT, cresceu em relação a última pesquisa, chegando a 29% das intenções. No levantamento anterior, ela recebeu 26%.

A briga pela segunda vaga segue acirrada, com o candidato Carlos Viana (PHS), oscilando 2 pontos porcentuais e chegando a 17%. Pela margem de erro, ele está tecnicamente empatado com o postulante Rodrigo Pacheco (DEM), que ficou com 15%, um ponto a mais que na pesquisa anterior. Já Dinis Pinheiro, do Solidariedade, diminuiu um ponto e ficou com 14%. Pacheco e Pinheiro são companheiros de chapa, da coligação de Antonio Anastasia.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade