PUBLICIDADE

Fake news: senador protocolará representação contra Heinze

Senador do PP é conhecido por ser um ferrenho defensor do uso de medicamentos sem comprovação científica contra a covid-19

8 jun 2021 15h09
| atualizado às 15h29
ver comentários
Publicidade
Senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) durante sessão da CPI da Covid
Senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) durante sessão da CPI da Covid
Foto: Leopoldo Silva/Agência Senado / Estadão Conteúdo

O líder do Cidadania no Senado, Alessandro Vieira (SE), anunciou na sessão da CPI da Covid desta terça-feira, 8, que irá protocolar representação no Conselho de Ética da Casa contra o senador Luis Carlos Heinze (PP-RS).

Segundo Vieira, os motivos do pedido são as "repetidas informações falsas" de Heinze.

Na CPI, o senador do PP é conhecido por ser um ferrenho defensor do uso de medicamentos sem comprovação científica contra a covid-19, cujo uso traz efeitos colaterais graves.

Senador Luis Carlos Heinze
Senador Luis Carlos Heinze
Foto: Reprodução / Flickr

"Informo à comissão que estou representando no Conselho de Ética em face do colega Heinze, amigo pessoal e pessoa de quem gosto muito, mas que está prestando um desserviço ao repetidamente trazer informações falsas. A CPI e o Senado não podem se prestar a isso", declarou Vieira.

Veja também:

Na CPI da Covid, Pazuello faz ao menos dez alegações enganosas sobre cloroquina, testes e vacinas:

 

Estadão
Publicidade
Publicidade