PUBLICIDADE

Enviado de Biden avisa Bolsonaro: não tumultue as eleições

8 ago 2021 11h11
| atualizado às 12h12
ver comentários
Publicidade

Quando o conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Jake Sullivan, visitou o presidente Jair Bolsonaro na quinta-feira, ele trouxe uma mensagem do governo norte-americano: não tumultue as eleições.

05/08/2021
REUTERS/Adriano Machado
05/08/2021 REUTERS/Adriano Machado
Foto: Reuters

Uma fonte familiarizada com o assunto confirmou à Reuters que o governo Biden levantou preocupações com as afirmações infundadas de Bolsonaro de fraude no sistema de votação eletrônico brasileiro, e com sua ameaça de não aceitar os resultados da eleição do próximo ano se o sistema não for alterado.

A natureza da mensagem dada por Sullivan foi divulgada inicialmente pela Folha de S.Paulo no sábado. O jornal citou uma autoridade dos EUA segundo a qual Sullivan destacou a importância de não minar a confiança no processo eleitoral brasileiro, especialmente sem a apresentação de nenhuma evidência de fraude em eleições passadas.

Bolsonaro vem há tempos criticando as urnas eletrônicas usadas no Brasil e pedindo a adoção de voto impresso que possa ser auditado no caso de contestação do resultado. Ao mesmo tempo, tem atacado continuamente o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, que também é ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).

Embora tenha prometido fazê-lo, Bolsonaro não forneceu provas de fraude ou vulnerabilidade. E ao contrário do que diz o presidente, o sistema eletrônico de votação é auditável.

Críticos temem que Bolsonaro, como seu ex-aliado Donald Trump quando estava na Presidência dos EUA, esteja plantando dúvidas no caso de derrota na eleição de 2022. Com a popularidade abalada, Bolsonaro vê o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva liderar neste momento as pesquisas sobre a disputa do próximo ano.

A delegação de Sullivan transmitiu a confiança dos EUA na capacidade das instituições brasileiras de realizar eleições livres e justas em 2022, disse a embaixada norte-americana em comunicado, se dar detalhes.

Sullivan também se encontrou com o ministro da Defesa, Walter Braga Netto e com o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade